Kassab não deve cumprir Plano de Metas

Projetos como a revitalização da cracolância e a inauguração de nove terminais de ônibus ficarão para a próxima administração

AE |

selo

O prefeito de São Paulo Gilberto Kassab não vai cumprir até o fim do próximo ano algumas das principais promessas que fez para seu segundo mandato, como a inauguração de três hospitais na periferia, de nove terminais de ônibus, de 66 quilômetros de corredores de ônibus e a revitalização da cracolândia. É o que indica a Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) de 2012 enviada pelo próprio Kassab à Câmara Municipal na semana passada.

AE
O prefeito de São Paulo Gilberto Kassab enviou a Lei de Diretrizes Orçamentárias na semana passada
A LDO chegou aos vereadores com o anexo "Metas e Prioridades". No documento de 63 páginas, o prefeito lista o porcentual de quanto vai executar de cada projeto definido entre as ações prioritárias. Informa, por exemplo, que no próximo ano vai cumprir 30% da construção de cada um dos três hospitais previstos para Brasilândia (zona norte), Parelheiros (zona sul) e Vila Matilde (zona leste). Os projetos para os hospitais, porém, nem ficaram prontos e o início das obras ainda depende de uma Parceria Público-Privada (PPP).

A Assessoria de Comunicação da Prefeitura diz que "o método correto para avaliar a execução das metas da Agenda 2012" deve "considerar os avanços de 2009/2010 + Previsão na LDO 2011 + Previsão LDO 2012". E é "impossível fazer qualquer reflexão sobre esse instrumento de planejamento (LDO 2012) sem considerar os aspectos acima". Mas não respondeu como vai cumprir cada meta citada na reportagem. E, na maioria dos casos, as contas não fecham.

Processo

Se não cumprir de forma integral as 223 propostas incluídas no Plano de Metas 2009-2012, o prefeito Gilberto Kassab poderá ser processado por improbidade administrativa no fim de seu segundo mandato. Isso porque a execução do plano virou lei aprovada em 2008 pela Câmara Municipal de São Paulo e sancionada pelo próprio Kassab. Foi a primeira proposta apresentada por entidades da sociedade civil acatada no Legislativo e no Executivo. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

    Leia tudo sobre: kassabplano de metas2012

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG