Kassab incorpora serristas e reforça projeto eleitoral

Fortalecido politicamente por sua reeleição em 2008, prefeito é um dos cotados para disputar o governo de São Paulo em 2014

Agência Estado |

selo

Integrantes do primeiro escalão da gestão do ex-governador José Serra , que não foram convocados para a equipe de Geraldo Alckmin (PSDB), têm encontrado guarida na prefeitura paulistana, administrada por Gilberto Kassab (DEM). Além da ida do ex-secretário da Fazenda estadual, Mauro Ricardo, um dos homens mais fortes do governo Serra, para a Secretaria Municipal das Finanças, já foram convidados para migrar para a prefeitura outros quatro quadros do governo anterior.

Kassab diz que pretende procurar todos secretários que trabalharam com Serra e convidá-los para integrar o seu governo - iniciativa, segundo ele, feita em comum acordo com Alckmin. O prefeito começou a sondar os serristas ainda no ano passado, quando o então governador eleito começou a montar o governo.

Kassab, que herdou a prefeitura de Serra e é um dos cotados para disputar o Palácio dos Bandeirantes em 2014, fortaleceu-se politicamente aproximando-se de tucanos paulistanos desde a sua reeleição em 2008.

Conseguiu construir interlocução com o PSDB local e manteve em seu secretariado quadros tucanos, como Walter Feldman, na Secretaria dos Esportes. Em 2010, Kassab apoiou a eleição do vereador José Police Neto, também do PSDB, para a presidência da Câmara Municipal. Com essa nova aproximação dos serristas, ele poderá dividir novamente os tucanos e dificultar a intenção de Alckmin de indicar, sem convenção, um nome do PSDB para concorrer a prefeito em 2012. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

    Leia tudo sobre: kassabtemerpmdb

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG