Kassab diz que fica no DEM ao menos até convenção

Prefeito, que articula sua ida para o PMDB, afirma que fica no DEM pelo menos até a convenção nacional do partido, em 15 de março

Nara Alves, iG São Paulo |

O prefeito de São Paulo, Gilberto Kassab, presidente estadual do DEM, afirmou nesta quinta-feira que ficará no partido pelo menos até o dia 15 de março de 2011, data da convenção nacional da legenda. Kassab disse que vai "trabalhar pela convenção", antecipada pelo deputado Rodrigo Maia (RJ), presidente do DEM. Ele não concorda com as alterações do texto aprovadas na última convenção.

Nos bastidores, Kassab articula sua ida para o PMDB, partido do vice-presidente eleito, Michel Temer. Ele teme, no entanto, perder o cargo de prefeito se Maia questionar na Justiça Eleitoral, que prevê que o mandato pertence à sigla, e não ao político. Por isso, deverá trabalhar para tirar Maia da presidência do partido antes de migrar para o PMDB de olho nas eleições de 2012.

Em almoço com políticos e jornalistas nesta quinta-feira, Kassab também elogiou a forma como a presidenta eleita, Dilma Rousseff, vem conduzindo a montagem de seu ministério.

No próximo dia 1º de janeiro, depois de acompanhar a posse de Geraldo Alckmin como governador de São Paulo, o prefeito Kassab irá a Brasília prestigiar a posse de Dilma. Logo na primeira semana de 2011, Kassab deve se reunir com representantes do PMDB paulista para tratar da mudança de legenda.

    Leia tudo sobre: KassabRodrigo MaiaDilma Rousseff

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG