Novo secretário de Kassab é aliado político do vice-presidente Micher Temer (PMDB)

selo

O prefeito de São Paulo, Gilberto Kassab (PSD), afirmou ontem que o secretário municipal de Participação e Parceria, Uebe Rezeck (PMDB), merece sua confiança, mesmo tendo sido alvo de seis condenações na Justiça, uma delas confirmada em segunda instância, como mostrou ontem o jornal O Estado de S. Paulo.

O prefeito Gilberto Kassab discursa na posse do secretário Uebe Reseck, em São Paulo
Futura Press
O prefeito Gilberto Kassab discursa na posse do secretário Uebe Reseck, em São Paulo
Na sexta-feira, Kassab disse que a ficha limpa deve ser critério na escolha de gestores públicos. Ontem, o prefeito de São Paulo preferiu destacar o currículo de Rezeck, nomeado na semana passada. "É um deputado que já foi três vezes prefeito de uma cidade importante como Barretos. Ele teve a oportunidade de apresentar a sua defesa, portanto merece nossa confiança. Tenho certeza absoluta de que, da maneira como se expôs e as justificativas que ele deu, a Justiça vai compreender e absolvê-lo".

Kassab também voltou a afirmar que a Ficha Limpa deve ser critério para escolha de administradores públicos. "Continua prevalecendo. Ele não foi condenado (pela Lei da Ficha Limpa), portanto vamos aguardar".

Aliado político do vice-presidente da República, Michel Temer (PMDB), Rezeck foi condenado por atribuir ilegalmente vencimentos por férias e 13º salário a si mesmo e ao então vice-prefeito de Barretos, Afonso Celso das Neves, entre 1997 e 2004 (confirmada pelo Tribunal de Justiça), abrigar a sobrinha como funcionária fantasma na Secretaria Municipal da Saúde, alugar imóvel de mulher de vereador sem licitação, promover publicidade indevida em cartões de Natal e placas pela cidade, cortar repasse de verbas à Câmara e nomear chefe de setor indevidamente para órgão municipal. Ele recorre de todas as condenações. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.