Justiça manda soltar publicitário Marcos Valério

Pivô do escândalo do mensalão, publicitário foi preso no início do mês, sob suspeita de integrar esquema de grilagem

iG São Paulo |

AE
Valério foi preso no início de dezembro, em Belo Horizonte
O Superior Tribunal de Justiça (STJ) determinou nesta terça-feira a soltura do publicitário Marcos Valério Fernandes de Souza, que está preso em Salvador (BA) desde o início deste mês . A decisão é do ministro Sebastião Reis Júnior. Marcos Valério é suspeito de integrar um esquema de grilagem de terras, desmantelado por uma operação comandada pela Polícia Civil da Bahia.

Entenda o caso: Marcos Valério é preso por suspeita de grilagem na Bahia

Mensalão: Torcendo por prescrição, réus dizem que mensalão é lenda

Pivô do escândalo do mensalão, maior crise política do governo do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva , Marcos Valério foi preso na madrugada do dia 2 de dezembro, em Belo Horizonte. Ele foi detido junto com outras três pessoas, todas elas sócias da DNA Propaganda, uma das agências do publicitário envolvidas no esquema que deu origem ao escândalo do mensalão. Entre os presos, estavam Ramon Hollerbach, Francisco Marcos Castilho Santos e Margaretti Maria de Queiroz Freitas.

A investigação que resultou na prisão de Valério e dos demais envolvidos durou 17 meses. Entre apurados na operação, estão corrupção ativa, falsificação de documentos e falsidade ideológica. As acusações se somam ao processo a que Valério responde no Supremo Tribunal Federal (STF) por conta da crise do mensalão.

*Com informações da Agência Estado

    Leia tudo sobre: Marcos ValérioMensalão

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG