Juntos em Brasília, Alckmin e Serra lamentam morte de Alencar

Tucanos participavam de sessão solene do Senado que homenagearia os dez anos de falecimento do ex-governador Mário Covas

iG São Paulo |

O governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB) e o ex-governador José Serra (PSDB) lamentaram neta terça-feira (29) a morte do ex-vice-presidente e ex-senador por Minas Gerais José Alencar . A morte de Alencar acabou esvaziando a sessão solene do Senado que contava com a presença de lideranças tucanas e homenagearia os dez anos de falecimento do ex-governador de São Paulo Mário Covas.

Após breves homenagens ao fundador do PSDB, a sessão foi encerrada e os senadores se revezaram na tribuna para homenagear José Alencar e prestar condolências à família.

O governador Geraldo Alckmin lamentou a morte do ex-vice em nome do governo e do povo de São Paulo, afirmando que o mineiro foi um "homem público exemplar e empreendedor apaixonado pelo Brasil e pelo povo brasileiro. Uma figura humana cativante, um homem de fé, de superação, que tinha um enorme amor à vida".

O ex-governador e candidato derrotado à Presidência José Serra afirmou que Alencar era "exemplo de um homem cordial, mesmo dentro dos conflitos políticos. Um homem de grande coragem pessoal e um batalhador".

Serra lembrou que Alencar foi um grande empresário, que construiu um parque manufatureiro na área têxtil, gerando milhares de empregos e contribuindo para o desenvolvimento do Brasil. Para Serra, Alencar foi um homem que enfrentou como ninguém as adversidades da vida, com muita valentia e coragem.

Com Agência Estado

    Leia tudo sobre: jose serrageraldo alckminjose alencarmorte

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG