Deputada, acusada de receber dinheiro de delator do mensalão do DEM, foi hospitalizada com quadro de infecção renal

selo

AE
Deputada Jaqueline Roriz no cafezinho do plenário, após entregar sua defesa na Câmara
A deputada federal Jaqueline Roriz (PMN-DF) está internada em uma clínica particular de Brasília. Ela deu entrada na tarde de hoje com um quadro de infecção renal. A internação ocorre no dia seguinte à parlamentar voltar ao trabalho na Câmara.

A deputada esteve fora das atividades parlamentares um mês desde que foi divulgado um vídeo no qual ela recebe dinheiro do delator do mensalão do DEM, Durval Barbosa.

Segundo a assessoria da parlamentar, ela está com febre alta desde terça-feira. Como o quadro não melhorou, a deputada foi atendida hoje pelo serviço médico da Câmara.

Ela recebeu medicação e realizou exames que diagnosticaram a infecção. De acordo com a assessoria, os médicos da Casa recomendaram que ela procurasse uma clínica para se internar por pelo menos 48 horas.

Jaqueline seguiu a sugestão e deu entrada em uma clínica da Asa Sul. A febre da parlamentar cedeu um pouco, mas ela ficará em observação e deverá ser analisada por um infectologista amanhã para verificar a gravidade do problema.

 Durante o período em que esteve afastada da Câmara, Jaqueline apresentou atestados médicos.

Em um deles alegou problemas emocionais e pediu uma licença sem prazo de validade. A Casa recusou os pedidos argumentando que só poderia abonar as faltas da deputada com uma avaliação de médicos da própria Câmara.

A defesa da parlamentar pretende questionar a postura e pedir que seja pago o salário de Jaqueline pelos dias que ela não trabalhou.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.