Itália culpa Lula por negar extradição de Battisti

Ministro italiano criticou o que considerou um "erro gravíssimo" do ex-presidente brasileiro

AE |

selo

O ministro das Relações Exteriores da Itália, Franco Frattini, criticou hoje o que considerou um "erro gravíssimo" do ex-presidente brasileiro Luiz Inácio Lula da Silva , ao negar o pedido de extradição do ex-ativista Cesare Battisti feito por Roma, informou a agência de notícias Ansa em seu site. Segundo Frattini, Lula é o único culpado pela decisão.

Frattini concedeu entrevista a um programa da emissora italiana RAI. O ex-presidente brasileiro "cometeu um erro gravíssimo", afirmou o ministro italiano. Frattini repetiu que a Itália entrará no Tribunal Internacional de Justiça, em Haia, com "argumentos judiciários claros" para tentar reverter a decisão brasileira. Segundo o ministro, a decisão brasileira é uma clara violação ao tratado de extradição existente entre os dois países, informou a Ansa.

Battisti foi solto após decisão do Supremo Tribunal Federal (STF), no dia 8, respaldando a atuação de Lula no caso. No último dia de seu mandato, Lula decidiu negar o pedido de extradição. Battisti foi condenado em seu país de origem pelo envolvimento em quatro homicídios nos anos 1970, mas afirma ser inocente.

    Leia tudo sobre: Cesare BattistiBattistiItáliaLula

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG