Irmão de Silas Malafaia deve deixar o PR e aderir ao PSD

Eleito com a terceira maior votação para a Assembleia do Rio, deputado Samuel Malafaia está de malas para sigla de Kassab

AE |

selo

Eleito com a terceira maior votação para a Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro, o deputado Samuel Malafaia - irmão do pastor Silas Malafaia, da Associação Vitória em Cristo da Assembleia de Deus - está de malas prontas para sair do PR e aderir ao PSD. Fábio Silva, outro parlamentar com forte votação no eleitorado evangélico, deve seguir o mesmo rumo.

O novo partido deve contar ainda com a adesão de pelo menos outros cinco deputados e pode se tornar a terceira maior bancada na Alerj quando for oficialmente lançado - superando o PT, por exemplo, que tem seis deputados.

De acordo com Malafaia, as articulações para a mudança do grupo para o PSD têm contado com a participação de Indio da Costa, candidato a vice na chapa derrotada de José Serra (PSDB) à Presidência da República e que anunciou no início do mês seu desligamento do DEM para se filiar ao PSD.

"Meu irmão apoiou o Serra. Nós já conhecíamos o Indio. Ele tem feito o meio de campo entre nós e o PSD", explicou Malafaia. "Meu irmão sempre participa das minhas decisões políticas", disse o deputado.

O PR é o partido que mais deve perder no Rio. Liderado pelo ex-governador e deputado federal Anthony Garotinho, principal desafeto do atual ocupante do Palácio Guanabara, Sérgio Cabral Filho (PMDB), a legenda pode ter sua bancada na Alerj reduzida de nove para uma cadeira.

Garotinho queria estabelecer uma oposição radical ao governo Cabral, mas a bancada estadual prefere aderir - com a exceção da deputada Clarissa Garotinho, filha do ex-governador.

    Leia tudo sobre: psdkassabsilas malafaiaSamuel Malafaia

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG