Ideli nega relação com dossiê dos 'aloprados'

Em nota, ministra diz que nunca tomou parte na confecção de nenhum tipo de dossiê político

iG São Paulo |

AE
Ministra divulgou nota após veiculação de reportagem
A ministra de Relações Institucionais, Ideli Salvatti, negou nesta segunda-feira que tenha participado do esquema que tentou comprar um dossiê para prejudicar tucanos na eleição de 2006, no caso que ficou conhecido como o escândalo dos “aloprados”. Em nota, a ministra, que assumiu recentemente a articulação política do governo, disse nunca ter tomado parte na confecção de nenhum tipo de dossiê político.

Reportagem da revista Veja do último fim de semana afirma que Ideli teria discutido o tema do dossiê em uma reunião com o então candidato ao governo de São Paulo, Aloizio Mercadante, e três envolvidos no escândalo - Expedido Veloso, Osvaldo Bargas e Jorge Lorenzetti. “Não participei de reuniões que tivessem como tema a elaboração de material contra o candidato ao governo do Estado de São Paulo, José Serra”, escreveu Ideli, em referência ao rival tucano de Mercadante na corrida pelo Palácio dos Bandeirantes.

Ideli, que era líder do governo no Senado, afirmou que, na época, foi apenas chamada ao gabinete de Mercadante para tratar de um depoimento que ele daria ao Conselho de Ética da Casa. “Naquela ocasião, como bem declarou o ministro Aloizio Mercadante , apenas expressei que o Conselho de Ética não seria o fórum adequado para debater tal assunto”, prossegue a nota. “Conforme declarou o ministro Aloizio Mercadante, é falaciosa a tentativa de me envolver na participação da elaboração do suposto dossiê.”

Leia a íntegra da nota da ministra Ideli Salvatti :

A respeito da reportagem publicada na última edição da Revista Veja intitulada “Ministério dos Aloprados”, tenho a informar:

1 - Nunca elaborei nem participei da confecção de dossiês políticos;

2 - Conforme declarou o ministro Aloizio Mercadante é falaciosa a tentativa de me envolver na participação da elaboração do suposto dossiê citado pela revista Veja;

3 - Não participei de reuniões que tivessem como tema a elaboração de material contra o candidato ao Governo do Estado de São Paulo, José Serra, no ano de 2006. Na condição de Líder da Bancada do Partido dos Trabalhadores no Senado fui chamada ao gabinete do então Líder do Governo, Aloizio Mercadante, para uma reunião em setembro do mesmo ano para tratar de um depoimento que seria dado ao Conselho de Ética do Senado;

4 - Naquela ocasião, como bem declarou o ministro Aloizio Mercadante, apenas expressei que o Conselho de Ética não seria o fórum adequado para debater tal assunto;

5 - Por fim, destaco que minha atuação partidária é absolutamente alheia ao contexto político em que estaria envolvida a divulgação do suposto dossiê detalhado na reportagem da revista Veja;

Ideli Salvatti

Ministra de Relações Institucionais da Presidência da República

    Leia tudo sobre: alopradosideli salvattialoizio mercadantedossiê

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG