Hackers atacam site da Assembleia do Rio Grande do Sul

Grupo justifica ataque dizendo que é reação ao processo contra músico que criticou Legislativo gaúcho em música

AE |

selo

Divulgação
O cantor Tonho Crocco
Hackers tiraram do ar o site da Assembleia Legislativa do Rio Grande do Sul por cerca de 12 horas, entre a noite de ontem e a manhã de hoje. O grupo avisou pela internet que o ataque, feito por sobrecarga de acessos a partir de IPs localizados no exterior, defendia o direito de expressão do músico Tonho Crocco , autor do rap "Gangue da Matriz".

Leia também: Músico é processado por criticar aumento salarial de deputados

Por causa da obra, que critica os deputados estaduais pelo aumento de 73% que concederam a eles mesmos em dezembro do ano passado, o artista terá de comparecer a uma audiência na Justiça no próximo dia 22 e, se não houver conciliação, pode responder a ação penal por crime contra a honra dos parlamentares. Mas o processo tem poucas chances de prosperar.

O hoje deputado federal Giovani Cherini (PDT) diz que só encaminhou notificação ao Ministério Público, para providências, a pedido de alguns de seus pares, porque era presidente da Assembleia à época, e afirma não ter mais interesse no caso.

O atual presidente, Adão Villaverde (PT), destaca que é contrário a qualquer sanção contra o artista. A polêmica fez os acessos ao rap no YouTube dispararem. Até o início da semana, cerca de 35 mil pessoas haviam visto o clipe. O número saltou para 50 mil na quarta-feira e para 117 mil hoje.

    Leia tudo sobre: tonho croccoassembleia legislativahackers

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG