Dilma demite diretor, mas preserva comando geral do Dnocs

Diário Oficial trouxe exoneração de Albert Brasil Gradvohl; foi a saída para manter diretor-geral ligado ao PMDB

AE |

selo

Foram publicados hoje, no Diário Oficial da União , os decretos de exoneração do diretor administrativo do Departamento Nacional de Obras Contra as Secas (Dnocs), Albert Brasil Gradvohl e a nomeação de Victor de Souza Leão, para o cargo. Esta foi a saída encontrada pela presidenta Dilma Rousseff para não ter que demitir o diretor-geral do órgão, afilhado político do líder do PMDB na Câmara, Henrique Eduardo Alves, apesar das irregularidades constatadas pela Controladoria Geral da União.

Leia também:
Dilma demite diretor de órgão estatal ligado ao PMDB
PMDB tenta segurar aliado em órgão da Integração Nacional

A bancada cearense do PMDB não se conforma com a degola de Gradvohl como único responsável pelas irregularidades e promete ainda hoje procurar a ministra das Relações Institucionais, Ideli Salvatti e da Integração Nacional, Fernando Bezerra, para discutir o assunto. O novo titular da diretoria administrativa do Dnocs é funcionário da CGU. O relatório de irregularidades da Controladoria inclui desvio de recursos, dispensa de licitação e superfaturamento nas obras da barragem de Tabuleiro de Russas, no Ceará.

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG