Governistas veem sucesso no PAC; oposição cobra resultados

Líderes do Congresso avaliam os cinco anos do principal programa de infraestrutura do governo Dilma

iG Brasília |

Oposicionistas e governistas avaliaram hoje os cinco anos do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC). Líderes do PSDB e do DEM defenderam que os principais projetos do programa não decolaram. Já as lideranças governistas afirmaram que o PAC gerou empregos e projetou País para o mundo.

O líder do DEM no Senado, Demóstenes Torres (GO), cobrou explicações sobre a não realização de obras consideradas importantes no PAC. "Cadê a transnordestina? E o trem-bala? E a transposição do Rio São Francisco", diz. "Falta olho de peroba para essa turma do governo".

Segundo Demóstenes, levantamentos feito pela equipe do DEM no Siafi (sistema de acompanhamento de gastos do governo) mostram que os gastos no PAC em 2011 foram "pífios". "O governo parou de investir. Parece piada pronta, mas o PAC empacou", afirma.

O líder do PT na Câmara, Paulo Teixeira (SP), saiu em defesa do programa de infraestrutura do governo. "Retomamos 20 anos de falta de investimentos em obras estratégicas no País", diz. Contra as críticas de que o programa não avançou, Teixeira argumenta que "se trata de um programa a longo prazo".

Para o líder do PSDB no Senado, Alvaro Dias (PR), o PAC é "um ajuntamento de boas intenções". "O governo deveria ter aproveitado todos os programas de infraestrutura que foram feitos ao longo dos últimos anos", diz. "Na prática, é só uma sigla, uma peça de propaganda oficial".

Vice-líder do governo no Senado, Gim Argello (PTB-DF) diz que o PAC ajudou a propagar no mundo a imagem do Brasil. "É um programa que conseguiu dar exemplo de como vencer na crise. É investindo, gerando emprego. Todos os países em crise estão se dando conta disso", afirma.

    Leia tudo sobre: Cinco anos de PAC

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG