Governadores discutem clima global nos EUA

Governador do Acre, Binho Marques, representa o Brasil na 3ª Cúpula de Governadores do Clima Global

Menezes y Morais, iG Brasília |

O governador do Acre Binho Marques (PT) está nos Estados Unidos da América (EUA), Califórnia, onde participa desde esta segunda-feira (16) da 3ª Cúpula de Governadores do Clima Global (GGCS3), que termina hoje. O encontro reúne líderes de todo o mundo para discutir metas e estratégias de combate às mudanças climáticas.

De acordo com informação da assessoria do governador Binho Marques, o outro objetivo do encontro é definir metas e diretrizes de uma nova economia verde no mundo. O anfitrião do encontro é o governador da Califórnia, Arnold Schwarzenegger. Em carta-convite enviada ao governador do Acre, ele pede a união público/privado para o problema.

Baixa emissão

Schwarzenegger assegura que a questão da mudança climática exige ação de todos os níveis de governos em parcerias com o setor privado, organizações não-governamentais e acadêmicas. “Nós continuamos a avançar em direção a um futuro de baixa emissão de carbono apesar dos resultados da COP-15 e os efeitos nefastos da recessão global”, declara.

Para o governador Binho, “o Acre vive hoje um momento importante. Com 88% de seu território coberto por floresta.” Binho lembra que sancionou a lei de criação do Sistema de Incentivo a Serviços Ambientais (Sisa), que vai garantir ao Estado novas alternativas de geração de renda para os povos da floresta aliada à conservação do meio ambiente.

Ativo ambiental

Binho lembrou ainda que o Acre “é referência porque foi o primeiro a construir uma legislação que contempla os pequenos produtores. O Acre também se destaca pela sua Política de Valorização do Ativo Ambiental Florestal, que fortalece os produtores que conservam a floresta e atua na recuperação de áreas já degradadas.”

De acordo com Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), o Acre foi o estado que mais reduziu o índice de queimadas e incêndios florestais em todo Brasil: 93% entre 2007 e 2009. Na outra ponta, o Estado é está em 7º lugar no ranking nacional de crescimento do Produto Interno Bruto (PIB). Para Binho, isso “é um sinal de que aqui a economia verde e sustentável aponta alternativas para se tornar uma realidade.”

    Leia tudo sobre: política

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG