Garibaldi: Não recebi de Dilma orientação para Previdência

Ministro da Previdência Social do governo da presidenta eleita acompanha cerimônia de posse na Câmara

Agência Brasil |

O ministro da Previdência Social no governo de Dilma Rousseff , Garibaldi Alves Filho, disse há pouco, no plenário da Câmara dos Deputados, que não recebeu qualquer missão da presidenta eleita para estudar uma possível reforma previdenciária. Segundo ele, este é sempre “um desafio que se apresenta dentre outras reformas”.

Veja o especial do iG sobre o legado do presidente Lula e os desafios de Dilma Rousseff

A senadora Ideli Salvatti (PT-SC), que comandará o Ministério da Pesca e Aquicultura, também está no plenário da Câmara, onde Dilma e o vice-presidente, Michel Temer , foram empossados em sessão conduzida pelo presidente do Congresso Nacional, José Sarney (PMDB-AP).

Ideli destacou alguns dos desafios que enfrentará na pasta, entre eles o aumento da produção e a industrialização do setor pesqueiro e questões sociais como a proteção aos pescadores artesanais. “Temos recursos em 2011 significativamente maiores do que o que foi executado em 2010”, disse ela, que já conversou com a futura ministra do Planejamento, Miriam Belchior, sobre a necessidade de manter os quase R$ 600 milhões do orçamento da pasta previstos para 2011.

Em 2010, dos R$ 800 milhões previstos para o ministério em 2010 no Orçamento Geral da União, foram executados apenas cerca de R$ 400 milhões.

    Leia tudo sobre: dilma rousseffpossepresidêncialulagaribaldi alves

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG