Garibaldi deixa hospital em SP e embarca para Natal

Ele conversou com médicos sobre o estado de saúde de Quércia, que disseram ser "crítico e preocupante"; família não quer boletim

AE |

selo

O senador Garibaldi Alves Filho (PMDB-RN) deixou na tarde desta quinta-feira (23) o Hospital Sírio-Libanês, em São Paulo, onde estava internado desde a última terça-feira por causa de dores lombares. Garibaldi disse que os resultados dos exames foram satisfatórios, mas ele deve voltar ao hospital daqui a dois meses para uma nova avaliação e análise da necessidade de uma intervenção cirúrgica na coluna.

De acordo com boletim médico divulgado nesta quinta-feira, o senador passou por exames de rotina, que tiveram resultados normais, e recebeu tratamento para "um sintoma de lombociatalgia (dor na região lombar irradiada para as pernas)".

Garibaldi embarca ainda nesta quinta-feira para Natal, onde passa as festas de fim de ano. Ele afirmou que no hospital conversou com dona Mariza, mulher do vice-presidente da República, José Alencar. Mariza se disse animada com os sinais de recuperação de Alencar nas últimas 15 horas. "Dona Mariza contou que Alencar voltou a dizer que quer participar da posse de Dilma", afirmou.

Outro motivo que anima Alencar é que no sábado, dia de Natal, faz aniversário seu filho caçula, Josué Gomes da Silva, presidente da Coteminas. Josué deve comemorar a data ao lado do pai. O senador disse ainda ter conversado com médicos do Sírio-Libanês sobre o estado de saúde do ex-governador e ex-senador Orestes Quércia, internado para tratamento de um câncer na próstata.

Segundo ele, os médicos disseram que o estado de saúde Quércia é "crítico e preocupante". A família do ex-governador, no entanto, mantém a decisão de que o hospital não divulgue nenhum boletim médico.

    Leia tudo sobre: garibaldi alvesquérciasírio-libanês

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG