Ex-secretário de Lupi é pressionado a mudar versão sobre avião

Weverton Rocha tentou convencer Ezequiel Nascimento a desmentir reportagem sobre viagem de Lupi em avião alugado por ONG suspeita

Adriano Ceolin e Severino Motta, iG Brasília |

Por intermédio do ex-assessor e atual deputado federal Weverton Rocha (PDT-MA), o ministro Carlos Lupi, do Trabalho, pediu para que o ex-secretário da pasta Ezequiel de Sousa Nascimento alterasse sua versão sobre a viagem que os três fizeram juntos a bordo de um avião alugado por uma Organização Não-Governamental (ONG) suspeita de irregularidade.

Leia também: Fotos mostram Lupi em avião citado por revista

Deputado em primeiro mandato, Weverton Rocha foi assessor especial de Lupi na pasta do Trabalho. Conforme reportagem do iG , ele responde a sete ações de improbidade administrativa no Maranhão , onde foi secretário do Trabalho na gestão do governador Jackson Lago (2007-2009).

Segundo o iG apurou, Weverton almoçou com Nascimento no sábado e pediu que ele assinasse uma nota negando as declarações que fez à revista Veja sobre o uso da aeronave King-Air PT-ONJ para uma viagens a sete municípios do Maranhão. Além do deputado e do ex-secretário e Lupi, o ex-governador maranhanse também esteve presente nas viagens.

O encontro entre Weverton e Nascimento ocorreu no restaurante Fred, no bairro Asa Sul, em Brasília. O deputado procurou o ex-secretário de Políticas de Emprego no sábado pela manhã. Além dos dois, um advogado ligado a Weverton participou da conversa. Procurado pela reportagem, Nascimento não quis se manifestar sobre o caso.

Porém, segundo iG apurou com pessoas próximas a ele, Weverton chegou a produzir um texto para que Nascimento assinasse. O secretário-executivo do Ministério do Trabalho, Paulo Roberto Pinto, também soube  da conversa. Ele atendeu a um telefonema do iG na noite desta segunda-feira. Ao saber do conteúdo, Pinto pediu que fosse encaminhado um e-mail. Às 22h02, ele respondeu o seguinte: "Conheço o Ezequiel há aproximadamente 20 anos, e em outras oportunidades já almocei com ele no Restaurante Fred, mas não no último sábado. Também não tenho conhecimento da conversa mencionada em seu questionamento".

O portal apurou que o próprio Lupi falou com Nascimento por telefone na sexta-feira. Na conversa, ele não abordou diretamente o caso do avião da ONG. Um dia, em depoimento na Câmara dos Deputados, o ministro do Trabalho negou conhecer Adair Meira, dono das duas ONGs que teriam alugado o avião King-Air. Em nota, Lupi diz ter usado aviões Sêneca.

Em entrevista ao Jornal Nacional, da TV Globo, nesta segunda-feira, Meira desmentiu Lupi. Disse que ele providenciou a viagem ao Maranhão e que os dois se conhecem. Em audiência na Câmara dos Deputados, o ministro do Trabalho disse que não conhecia o dono da rede de ONGs.

O iG  entrou em contato com a assessoria de imprensa do Ministério do Trabalho. Não houve resposta até a publicação deste texto. 

    Leia tudo sobre: Crise no TrabalhoNascimentoCarlos Lupi

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG