Ex-candidato é acusado de usar carro oficial em Goiás

Banners, bandeiras, panfletos e adesivos seriam encaminhados para comitê do candidato no município de Formosa

Agência Estado |

selo

O Ministério Público Eleitoral em Goiás, pela Procuradoria Regional Eleitoral, representou contra Vanderlan Vieira Cardoso, candidato a governador nas últimas eleições, e outros quatro por transporte de material de campanha em veículo oficial. Segundo a acusação, Daniel Moreira Galvão, chefe de gabinete da Secretaria de Segurança Pública, e Paulo Roberto Araújo, capitão da Polícia Militar, usaram um veículo do Departamento de Trânsito do Estado de Goiás (Detran-GO) para transportar material de propaganda eleitoral do candidatos a governador e de seu candidato a vice, Ernesto Roller.

O carro teria sido usado por volta das 16h30 do dia 2 de setembro, na BR-060, entre Abadiânia e Alexânia. Entre o material transportado, havia banners, bandeiras, panfletos e adesivos. Tudo seria encaminhado para comitê do candidato no município de Formosa.

Na ocasião, a Polícia Rodoviária Federal interceptou os representados efetuando o transporte do material de campanha eleitoral em veículo público. Além dos candidatos Vanderlan e Ernesto Roller e dos servidores públicos Daniel Moreira e Paulo Roberto, a coligação "Goiás no Rumo Certo" também é uma das representadas na ação do Ministério Público Eleitoral.

    Leia tudo sobre: goiáspropagandacrime eleitoral

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG