'Eu estarei pronto, seja Lula ou Dilma', diz Aécio Neves

Senador Aécio Neves garante que não teme nenhum candidato do campo do PT. Para ele, candidaturas serão decididas no "amanhecer de 2013"

AE |

selo

AE
Aécio é visto em evento da Associação de Dirigentes (ADCE), no último dia 29
Diante da pressão de companheiros de PSDB para que assuma logo sua pré-candidatura a presidente em 2014, o senador Aécio Neves (MG) não deixa dúvidas. "Se esta for a vontade do partido, eu estarei pronto para disputar com qualquer candidato do campo do PT, seja Lula ou Dilma. Serão eleições com perfis diferentes e eu não temo nenhuma das duas", disse o ex-governador ao jornal O Estado de S. Paulo , em entrevista publicada na edição deste domingo.

Leia também: Aécio dá nota 5 para Dilma e seduz possíveis vices para 2014

Mas Aécio pondera que o debate das candidaturas deve ficar para "o amanhecer de 2013", pois "uma decisão correta no momento errado é uma decisão errada". Ele diz que a opção José Serra "terá de ser avaliada por seu capital eleitoral e experiência política" e cita também os governadores Geraldo Alckmin (SP), Marconi Perillo (GO) e Beto Richa (PR) como presidenciáveis. Nesse quadro, defende eleições prévias para a escolha dos candidatos tucanos a partir da eleição de 2012. 

Questionado sobre seu projeto para 2014, Aécio diz: "O que eu disse aos companheiros do PSDB é que estarei à disposição do partido para cumprir meu papel, seja como candidato ou apoiador de um candidato que eventualmente tenha melhores condições de disputa do que eu." 

Ainda na entrevista, Aécio afirma achar que "o PSDB amadureceu o suficiente para ver que, ou vamos todos unidos de verdade, ou não teremos êxito. E o PSDB tem figuras extremamente relevantes nesse processo. O governador Alckmin é uma liderança nacional com condições até de ser o candidato com êxito. O senador Aloysio Nunes é um dos mais qualificados quadros do Congresso e será um instrumento importante na construção da unidade do partido, seja em torno de quem for, e incluo aí o companheiro José Serra. O presidente FHC terá sempre um papel de orientador maior". As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

    Leia tudo sobre: aécio neveseleições 2014psdb

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG