Encontro entre Dilma e Obama deve ficar para 2011

Presidente eleita não pôde aceitar o convite do governo americano por um conflito de agenda

Agência Estado |

selo

A presidente eleita Dilma Rousseff não deve se encontrar com o presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, em Washington antes da posse em Brasília, no dia 1º de janeiro. Segundo a assessoria de Dilma, a presidente eleita não pôde aceitar o convite do governo americano por um conflito de agenda. A data sugerida pela Casa Branca para o encontro - 17 de dezembro - coincide com a diplomação da presidente e com a Cúpula do Mercosul em Foz do Iguaçu, da qual ela vai participar ao lado do presidente Lula. Os dois países ainda estão tentando encontrar uma data para o encontro.

Não há viagens confirmadas para Dilma, mas é possível que ela vá à Argentina e ao Uruguai antes da posse. Em 2002, Lula se encontrou com George W. Bush em Washington antes da posse, e também ao Chile e à Argentina. Antonio Palocci, na época coordenador da transição de governo, como agora, aproveitou a ida aos EUA para se encontrar com banqueiros e tranquilizar o mercado financeiro após turbulências com a eleição de Lula. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

    Leia tudo sobre: Dilma rousseffbarack obama

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG