Embaixador do Irã convida Dilma para visitar seu país

Shaterzadehe disse que conversou com Marco Aurélio Garcia sobre acordos bilaterais de cooperação

Agência Brasil |

O embaixador do Irã no Brasil, Mohsen Shaterzadeh, convidou nesta segunda-feira (3) a presidenta Dilma Rousseff para visitar seu país. O convite foi feito em uma reunião com o assessor especial para Assuntos Internacionais, Marco Aurélio Garcia, no Palácio do Planalto. Ainda não foi definida a data da viagem.

Ao sair da reunião, Shaterzadehe disse que conversou com o representante brasileiro sobre acordos bilaterais de cooperação, mas evitou dar detalhes da conversa. Segundo o embaixador, o caso da viúva iraniana Sakineh Ashtiani, condenada à morte em seu país, que mobilizou a comunidade internacional, não foi tratado na reunião.

Shaterzadehe disse também que não conversou com Marco Aurélio Garcia sobre o programa nuclear do Irã, alvo de sanções comerciais por parte do Conselho de Segurança da Organização das Nações Unidas (ONU).

O Brasil votou contra a aplicação de punições a Teerã, mas foi voto vencido. Para integrantes de países que formam a ONU, o governo do presidente Mahmoud Ahmadinejad desenvolve armas atômicas de forma secreta. O governo do Irã nega as suspeitas e alega que seu programa nuclear tem fins pacíficos.

Mesmo diante das sanções internacionais, o governo de Ahmadinejad quer colocar em funcionamento no próximo mês a Usina Nuclear de Bushehr, que está sendo construída no Sul do país. O anúncio foi feito hoje pelo chefe da Organização de Energia Atômica do Irã (Oeai), Ali Akbar Salehi. O reator da usina só deve começar a funcionar em outubro. De acordo com Salehi, os primeiros testes começam neste mês.

    Leia tudo sobre: dilmairã

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG