Em visita de Henry Sobel, Alencar agradece à comunidade judaica

Apesar de otimista, ex-vice chegou a duvidar de Sobel quando ele se referiu a Alencar como um 'vencedor'

Ricardo Galhardo, iG São Paulo |

No terceiro dia de internação na UTI do Hospital Sírio-Libanês, o ex-vice-presidente José Alencar recebeu a visita do rabino Henry Sobel. Apesar de estar otimista e com alto astral, Alencar chegou a duvidar de Sobel quando ele se referiu a Alencar como um “vencedor”: “Sou mesmo?”, questionou o ex-vice. Durante a visita, estava presente o médico David Uip, infectologista da equipe que acompanha Alencar e que tratou do ex-governador tucano de SP Mário Covas, que explicou a Sobel a gravidade do estado de saúde de Alencar. 

Segundo o rabino, o quadro é incurável e de grande risco. “Todo o intestino está inflamado por bactérias. Este é o perigo e, por isso, o quadro só pode ser considerado incurável”, pontuou Sobel.

O rabino, que já visitou o ex-vice outras vezes, aproveitou o encontro para levar mensagens de otimismo da comunidade judaica. Deu uma benção em Alencar e disse que “ao contrário da crença católica, os judeus têm o hábito de receber visita dos rabinos sempre que ficam doentes”. Alencar, em resposta, enviou mensagens de agradecimento para toda a comunidade judaica.

Tratamento

O médico cardiologista Roberto Kalil Filho, que integra a equipe que acompanha José Alencar, negou enfaticamente notícias divulgadas ontem à noite de que Alencar tivesse se recusado a continuar com o tratamento de quimioterapia. “O jornalista que publicou está louco”, disse Kalil.

De acordo com ele, as sessões de quimioterapia não estão mais sendo efetivas. Dessa forma, a decisão de continuar o tratamento com base em remédios e diálises foi tomada pelo paciente em conjunto com a equipe médica. Alencar toma antibióticos para dor e faz sessões frequentes de diálise

Alencar voltou a ser internado no início da tarde desta quarta-feira (9) com peritonite por perfuração intestinal. Segundo o iG apurou, Alencar foi ontem ao hospital para fazer hemodiálise e transfusão de sangue com muita dor abdominal. Os médicos pediram uma tomografia e identificaram perfurações no intestino causadas pelo tumor.

O ex-vice, que luta contra um câncer há quase 13 anos, estava em casa com a família, em São Paulo. Ele havia deixado o hospital no último dia 25, após 30 dias internado. A última aparição de Alencar aconteceu no aniversário de São Paulo, quando foi homenageado com a Medalha 25 de janeiro. Na ocasião, Alencar falou sobre sua luta contra a doença e disse que lutava “para não morrer”.

    Leia tudo sobre: josé alencarvisitahenry sobel

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG