Em sede de R$ 18 milhões, PMDB estuda criar 'faculdade de gestão'

Prédio começa a ser projetado no meio do ano e deve ser inaugurado no final de 2012; partido quer 'campanha de arrecadação'

Andréia Sadi, iG Brasília |

O PMDB vai gastar R$ 18 milhões para construir a partir desta ano o prédio que abrigará sua nova sede, em Brasília. O valor pagará o megaempreendimento de três andares - garagem, subsolo e térreo - mobiliário, auditório para 700 pessoas além de salas de aula. O presidente do PMDB, senador Valdir Raupp, quer aproveitar o espaço e criar uma faculdade do partido com cursos de gestão pública. “Ainda não temos o projeto definido, mas começamos a discutir a ideia em Porto Alegre na semana passada. O curso formaria líderes políticos e daria uma nova cara ao partido”, afirmou Raupp ao iG nesta terça-feira (3).

A conversa sobre o curso aconteceu entre Raupp, Eliseu Padilha, presidente da Fundação Ulysses Guimarães, e o ex-deputado Ibsen Pinheiro, na capital gaúcha, na quinta-feira passada. “Vamos levar ao Michel Temer ( vice-presidente da República ) o projeto do curso, que pode ser presencial ou a distância e até uma faculdade aberta”, completou Raupp.

undefined
PMDB se reúne na atual sede, na Câmara dos Deputados

Para levantar os R$ 18 milhões da obra, o PMDB vai lançar uma campanha de arrecadação em todo o País com os mais de dois milhões de filiados da legenda. “Se não levantar tudo, vamos usar recursos do partido e da parceria com a fundação Ulysess Guimarães”, admite o presidente. A fundação é ligada ao PMDB e tem na presidência Eliseu Padilha e na diretoria nomes como os senadores Pedro Simon (RS) e Romero Jucá (RR), além da mulher do presidente do PMDB, Marinha Raupp.

Atualmente, a sede nacional da legenda fica localizada em uma sala da Câmara dos Deputados, mas o partido quer um lugar maior para suas reuniões. A nova sede abrigará também salas para núcleos como o PMDB mulher, PMDB jovem e até o diretório do PMDB do Distrito Federal.

Questionado sobre dificuldades para levantar o dinheiro, Raupp afirmou que a experiência foi bem sucedida no seu Estado. “Estamos finalizando a sede em Rondônia e conseguimos praticamente arrecadar todo o dinheiro com os filiados. Um pequeno montante para mão de obra veio de recurso do partido”, disse. O valor da obra em Rondônia está avaliado em R$ 1,3 milhão.

O terreno, que fica ao lado da Procuradoria-Geral da República, ainda precisa ser doado pelo governo do Distrito Federal. O vice-governador do Distrito Federal, Tadeu Fillipeli (PMDB), ficou encarregado de encaminhar o pedido ao governador, Agnelo Queiroz (PT), até o final de maio. A pedra fundamental do projeto deve ser lançada em junho deste ano, mas o prédio será inaugurado apenas no final do ano que vem, segundo as estimativas do partido.

    Leia tudo sobre: PMDBValdir Raupp

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG