Em palestra, FHC faz brincadeira com frase de Kassab

Ao dizer que crise econômica mundial derruba partidos de esquerda, direita e centro, ex-presidente diz que "Kassab cairia também"

Bruna Carvalho, iG São Paulo |

O ex-presidente Fernando Henrique Cardoso (PSDB) realizou nesta terça-feira uma palestra sobre a crise econômica mundial na capital paulista. Durante sua fala de cerca de 20 minutos, FHC aproveitou para fazer uma alusão bem humorada à frase do prefeito de São Paulo, Giberto Kassab, que afirmou que seu partido, o PSD, não é de esquerda nem de direita nem de centro

"Não importa se é de direita, de esqueda, ou do infinito. ( O mercado financeiro ) vai lá e derruba. O ( partido de ) Kassab, que não é nem de direita, nem de esquerda nem de centro cairia também", disse o ex-presidente referindo-se à força do mercado financeiro, que derrubou os governos da Grécia e da Itália. A brincadeira rendeu boas risadas da plateia, formada por cerca de 60 estudantes e convidados dos palestrantes.

Leia também: 47% não votariam no candidato apoiado por Kassab, diz Datafolha

AE
FHC diz esperar o apoio do PSB ao candidato tucano em São Paulo em 2012

Após a palestra, o ex-presidente afirmou que consideram mais natural que o PSB, partido comandado pelo governador de Pernambuco, Eduardo Campos, apoie o candidato do PSDB em São Paulo. FHC afirmou esperar que seu partido faça aliança com a sigla socialista. "Tomara que consiga", disse.

Eleições 2012: PSB desaprova aproximação de diretório paulista a Serra

Fernando Henrique defendeu, ainda, que o PSDB não falhou ao aceitar a pré-candidatura do ex-governador José Serra , como publicou a revista britânica The Economist. Segundo a publicação, o PSDB encontra dificuldade em renovar suas lidernças. "O PSDB vai bem, está crescendo e tem chance de ganhar em muitos lugares. O resto é especulação sem base", disse.

As declarações foram dadas após seminário sobre a crise na Europa realizado pela faculdade Fundação Armando Álvares Penteado (FAAP). Além de FHC, deram palestras o ex-ministro Rubens Ricupero, o embaixador Sergio Amaral e Peter Mandelson, secretário de Negócios do do gabinete do primeiro-ministro britânico, Gordon Brown.

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG