Em nota, Marina manifesta desejo de seguir no PV

Ex-ministra critica decisão da Executiva da sigla de ampliar seu mandato, o que vai "na contramão" do foi defendido na eleição

AE |

selo

A ex-senadora Marina Silva manifestou hoje o desejo de continuar no PV e pregou uma "renovação política" da sigla, por meio da maior realização de convenções e eleições diretas. Em nota, a candidata do PV à sucessão presidencial em 2010 criticou a decisão da Executiva Nacional do PV de ampliar o seu mandato, o que, segundo ela, vai "na contramão" do que foi defendido na campanha eleitoral.

Na semana passada, a direção nacional do PV aprovou proposição que adia a convenção da legenda até 2012. Contra a decisão, os aliados da ex-senadora formaram o grupo "Transição Democrática", que pede mudanças internas na sigla.

"Eu reafirmo meu desejo de permanecer neste PV, contribuindo para o seu crescimento e qualidade política", disse Marina. "Se deixarmos de lado a renovação política, acabou-se a moral para falar de sonhos, de ética, de um mundo mais justo e responsável com o meio ambiente. Podemos até continuar falando, mas soará falso, como voz metálica de robô", avaliou. A ex-senadora contestou ainda o argumento de que a permanência da atual direção nacional do PV tem como função a realização de seminários, discussões e aprovação de propostas de democratização do partido.

"Não creio que o aprofundamento da democracia possa ser feito através da supressão, mesmo que temporária, da pouca democracia ainda existente", disse. "Lembro que a proposta de adequar o PV a esses novos tempos foi feita pela própria Executiva Nacional do PV, quando do convite feito a mim para ingressar no partido", acrescentou. A ex-senadora destacou que caso o PV não caminhe para a sua reestruturação, a partir de sua democracia interna, estará negando a gênese do partido no mundo.

"Por isso, o que está em jogo é se o PV vai fortalecer tudo de positivo que foi construído nesses 25 anos, afastando de vez a zona sombria que ainda envolve o partido", pregou Marina, incluindo no final da nota uma citação do escritor e poeta francês Victor Hugo. "Eu tenho plena convicção, como dizia Victor Hugo, de que forte é 'a ideia cujo tempo chegou'. Não vamos deixar o nosso tempo passar. Ele está aqui, em nossas mãos e em nossos corações".

    Leia tudo sobre: marina silvapartido verde

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG