Em Minas, Dilma defende "continuidade com avanço"

Dilma e Serra estiveram juntos nos bastidores do evento e classificaram o encontro como "civilizado"

iG São Paulo |

A pré-candidata do PT à Presidência da República, Dilma Rousseff, disse no início desta tarde que é "a candidata da continuidade com avanço" e reafirmou o desejo de dar prosseguimento às políticas adotadas pelo atual governo federal. Em evento oficial de abertura da ExpoZebu, em Uberaba (MG), a petista foi indagada sobre como se sentiu durante o discurso do vice-presidente José Alencar, que pregou a continuidade do governo de Luiz Inácio Lula da Silva. Dilma disse não ter notado que Alencar havia se referido sobre o tema, mas reafirmou que pretende "seguir os projetos de Lula". 

Em um encontro com a Associação das Mulheres Rurais de Uberaba, a presidenciável retomou o mote de que o "Brasil está preparado para ser governado por mulheres em todas as instâncias" e que as mulheres estão preparadas para governar o País. De acordo com a petista, as mulheres são sensíveis, sensatas e mais corajosas que os homens, pois aguentam a dor, a diversidade, "levantam a cabeça e dão a volta por cima". Ainda no pronunciamento, a pré-candidata citou várias vezes Lula e lembrou do elogio feito pelo presidente norte-americano, Barack Obama, de que o petista era "o cara". 

"Naquela época, o Lula disse que o Obama não sabia que no Brasil havia 190 milhões de caras. Mas eu queria dizer que aqui no Brasil somos milhões de caras", disse Dilma, em uma referência às mulheres. "E não aceito que digam as coroas", brincou a pré-candidata. Antes de Dilma falar, a médica do Sistema Único de Saúde (SUS) Hélia Angotti, escolhida para ser a oradora do evento, disse que acreditava no potencial e na honestidade de Dilma e que irá trabalhar para a pré-candidata na campanha.

    Leia tudo sobre: SerraDilmaEleições 2010

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG