Em Minas, Anastasia dá início a conversas sobre equipe de governo

Governador eleito pelo PSDB deixa aberta a possibilidade de abrir espaço para o PMDB na montagem do primeiro escalão

Agência Estado |

O governador eleito em Minas Gerais, Antônio Anastasia (PSDB), deu início às conversas para formação de sua equipe de governo e deixou aberta a possibilidade de abrir espaço inclusive para o PMDB, do senador Hélio Costa, que disputou com o tucano o Executivo mineiro. Hoje, Anastasia recebeu as bancadas federal e estadual do PSDB. Amanhã, ele recebe os deputados estaduais do PMDB, que deixaram o bloco de oposição que mantinham com PT e PCdoB, aliados na eleição estadual, na Assembleia Legislativa.

Apesar de não ter apoiado a candidatura de Costa, parte dos parlamentares peemedebistas também fazia oposição ao Executivo. Porém, com a derrota do partido ao governo estadual, o grupo já começou a flertar com Anastasia e deve integrar sua base de apoio a partir do ano que vem.

Após o encontro com os tucanos, o governador negou que a composição do governo estivesse na pauta. Segundo Anastasia, a reunião foi uma "conversa franca" para ouvir "sugestões em geral". "Não se discutiu a questão de colocações, nem de nomes. Isso chegará no momento certo. Vamos fazer isso mais no meio de dezembro", declarou. No entanto, Anastasia assumiu que já estão em andamento "as primeiras conversas" sobre o assunto.

O governador afirmou que as indicações para o governo também não estão previstas na reunião de amanhã. Mas já adiantou que a troca de farpas com Hélio Costa, que marcou o período eleitoral, é passado. "A eleição terminou e nós agora temos que cuidar do governo. E cuidar do governo envolve também a nossa base na Assembleia."

O governador reeleito deixou aberta a possibilidade de peemedebistas ganharem cargos no Executivo. "O PMDB é um partido importante, um partido que tem prefeituras, que tem deputados estaduais de muito prestígio. É natural que a conversa vá ser, em um primeiro momento, com aqueles partidos que fizeram a base da nossa candidatura. Mas não fechamos nenhuma porta, vamos conversar com todos", disse.

    Leia tudo sobre: eleiçõesminasanastasia

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG