Em meio à crise, centrais divulgam nota de apoio a ministro

Governo deve discutir hoje desvios de recursos no Trabalho revelados pelo iG. Pasta é comandada por Carlos Lupi, do PDT

iG São Paulo |

Enquanto o governo discute as denúncias sobre desvios de recursos no Ministério do Trabalho, as centrais sindicais divulgaram nesta segunda-feira uma nota em solidariedade ao ministro Carlos Lupi, do PDT. O esquema liderado pelo PDT, revelado pelo iG no último dia 26 , envolvia desvios de recursos por meio de ONGs controladas por pessoas ligadas à pasta e ao partido do ministro .

Entenda a crise no ministério do Trabalho

Para as centrais sindicais, o ministro e o movimento sindical estão sendo "vítimas" de uma "sórdida e explícita campanha difamatória e de uma implacável perseguição política, que visa a desestabilização do governo e o linchamento público do titular da pasta".

AE
Denúncias de irregularidades cercam agora o ministro do Trabalho, Carlos Lupi

"Não podemos nos calar diante desses ataques, que estão eivados de interesses políticos inconfessáveis e que estão surgindo no momento em que demandas e os direitos dos trabalhadores estão avançando no Brasil, e têm contado com o apoio incontestável e forte incentivo do titular do Ministério do Trabalho e Emprego", diz o texto divulgado pelas centrais.

Na nota foi assinada por pelos presidentes da Força Sindical, Paulo Pereira da Silva, da Central dos Trabalhadores do Brasil, Wagner Gomes, da União Geral dos Trabalhadores, Ricardo Patah, da Nova Central Sindical de Trabalhadores, José Calixto Ramos, e da Central Geral de Trabalhadores do Brasil, Antonio Neto e Ubiraci Dantas de Oliveira.

Segundo eles, Carlos Lupi sempre manteve diálogo democrático e contribuiu para a modernização e fortalecimento do movimento sindical. "Ressaltamos o elevado comportamento moral do ministro Carlos Lupi à frente da pasta do Trabalho e Emprego como um defensor ferrenho dos direitos dos trabalhadores, sendo um importante protagonista na luta pelo emprego e pela qualificação profissional."

De acordo com o ministro da Secretaria-Geral da Presidência, Gilberto Carvalho, a situação na pasta deverá ser discutida ainda hoje . Lupi exonerou os dois servidores no sábado. O esquema de desvios em convênios foi resgatado no último sábado, em edição da revista Veja .

    Leia tudo sobre: Crise no TrabalhoCarlos Lupicentrais sindicaisONGs

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG