Presidenta escolheu para período de descanso uma base da Marinha em Aratu, na região metropolitana da capital Salvador

A presidenta Dilma Rousseff desembarcou nesta segunda-feira, 26, na Bahia, para um período de descanso. Dilma ficará na praia de Inema, na Base Naval de Aratu, região metropolitana da capital baiana, acompanhada de sua família. O avião da presidência da República pousou na Base Aérea de Salvador no início da tarde de hoje. No fim da tarde, Dilma fez uma caminhada na praia ao lado de parentes.

Dilma passeia em praia ao lado de parentes na Bahia
AE
Dilma passeia em praia ao lado de parentes na Bahia

Leia também:
Dilma vai passar o Ano Novo em base naval no litoral baiano
Discrição marca descanso de Dilma em Itacaré, na Bahia

Ainda não há previsão sobre o período que a presidenta permanecerá na Bahia. A expectativa é de que ela volte para Brasília na primeira semana de janeiro, entre os dias 4 e 5. Seu período de férias vai até 10 de janeiro.

Depois de eleita, em 2010, Dilma também escolheu a Bahia para descansar e foi para Itacaré. No carnaval deste ano, em março, foi para a Praia de Barreira do Inferno, no Rio Grande do Norte, também acompanhada da família.

A presidenta passou o Natal no Palácio da Alvorada com a família e mandou decorar a residência oficial com motivos natalinos para receber sua filha, Paula, e o neto Gabriel, além da mãe, Dilma Jane.

Avião da presidência da República pousa na Base Aérea de Salvador, com Dilma e sua família
AE
Avião da presidência da República pousa na Base Aérea de Salvador, com Dilma e sua família

Brasil Sem Miséria

Na última edição do programa semanal Café com a Presidenta antes do descanso, Dilma saiu em defesa do programa Brasil Sem Miséria, baseado na promessa de retirar 16 milhões de brasileiros da extrema pobreza. Na transmissão, Dilma afirmou que, até o momento, 407 mil famílias foram localizadas pelo programa, o que equivale a 90 mil famílias a mais do que a meta fixada para este ano.

Do total de 407 mil, 235 mil já estão recebendo o benefício. Um levantamento do próprio governo mostrou que cerca de 800 mil famílias brasileiras preenchem os requisitos para participar do programa, mas ainda não estão cadastradas.

“Para identificar essas famílias, foi fundamental a chamada busca ativa, que é o nosso compromisso de ir atrás dos extremamente pobres para garantir os seus direitos. Até 2013, nós vamos, com certeza, encontrar todos que ainda não estão no Bolsa Família e dar a eles o direito e as condições para que deixem de ser extremamente pobres”, disse a presidenta.

*Com informações da Agência Brasil e Agência Estado

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.