Em visita ao Brasil para a posse da presidenta, líder venezuelano se diz 'ansioso' para conversar com ela

nullO presidente da Venezuela, Hugo Chávez, afirmou neste sábado que está 'ansioso' para conversar com a presidenta eleita Dilma Rousseff . O líder venezuelano, que está em Brasília para assistir à posse de Dilma, não sabe quando o encontro ocorrerá e nem quando voltará a Caracas.

"Não tenho agenda, estou sob as ordens de Dilma", afirmou Chávez ao iG, em entrevista no Senado, onde ocorre a cerimônia de posse. "Seguramente vou vê-la. Estou ansioso para dar um beijo e um abraço e conversar com ela".

No Congresso brasileiro, Chávez posou para fotos ao lado de deputadas do PCB (Partido Comunista Brasileiro) e do PT (Partido dos Trabalhadores).

A posse de Dilma deve contar com a presença de representantes de 132 países. Segundo o Itamarity, serão 23 chefes de Estado ou de Governo, nove vices, 24 chanceleres e 76 embaixadores ou encarregados de negócios.

Haverá, ainda, dez os representantes de organismos internacionais, entre eles a União Européia e a Organização das Nações Unidas (ONU).

No protocolo da posse, Dilma deverá ser recebida pelos representantes estrangeiros no Palácio do Planalto depois de receber a faixa presidencial de Lula e pouco antes de fazer seu pronunciamento à nação.

Dilma deverá receber 11 presidentes, sendo que o único que não é representante de país da América Latina é o presidente da Autoridade Nacional Palestina, Mahmoud Abbas. A Palestina foi reconhecida como Estado recentemente pelo Brasil.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.