Em Belo Horizonte, velório público de Alencar começa às 9 horas

Ex-vice-presidente receberá as últimas homenagens no Palácio da Liberdade, das 9h às 13h. Corpo deve chegar a Minas às 7h30

Denise Motta, iG Minas Gerais |

A assessoria de comunicação do governo de Minas Gerais informou nesta quarta-feira que o velório do ex-vice-presidente José Alencar, no Palácio da Liberdade, em Belo Horizonte, acontecerá amanhã, das 9h às 13h. A chegada do corpo de Alencar está prevista para 7h30, na Base Aérea da Pampulha, e para 8h30, no Palácio da Liberdade.

reproducao
José Alencar

A visitação pública ao velório de Alencar em Belo Horizonte será aberta às 9h desta quinta com acesso pelo portão à direita, em frente à Biblioteca Pública Estadual Luiz de Bessa. Qualquer pessoa poderá se despedir de Alencar, desde que enfrente a fila. Já autoridades terão um acesso especial, pelo portal principal do palácio, em frente à Praça da Liberdade. O caixão de Alencar ficará isolado do público a uma distância de um metro a um metro e meio.

Quem trata dos detalhes é o gabinete de segurança da Presidência da República, já que é o caso de uma cerimônia com honras de chefe do Estado. As presenças da presidenta Dilma Rousseff (PT) e do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) ainda não foram confirmadas ao cerimonial do governo de Minas.

Até o ano passado, o Palácio da Liberdade era a sede do governo mineiro. Em março de 2010, o então governador Aécio Neves (PSDB), hoje senador, transferiu a sede do governo para a Cidade Administrativa Presidente Tancredo Neves, obra na região Norte de Belo Horizonte projetada por Oscar Niemeyer.

Desde a redemocratização do país, Alencar é o segundo ex-vice-presidente cujo corpo será velado no Palácio da Liberdade, com honras de chefe de Estado. Aureliano Chaves, vice de João Batista Figueiredo, morreu em 2003. Assim como Alencar, Aureliano assumiu a Presidência da República em momentos em que o presidente precisou se ausentar do país. Mineiro como Alencar, Aureliano foi vice-presidente do Brasil de 1979 a 1985.

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG