Em afago à oposição, Cardozo acerta visitas a Alckmin e Anastasia

Depois de São Paulo e MInas Gerais, ministro deve ainda passar pelo Ceará, Pernambuco e Bahia

Andréia Sadi, iG Brasília |

Para discutir o pacto de segurança pública que prometeu construir no governo de Dilma Rousseff , o ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, inicia na semana que vem uma série de visitas a governadores estaduais. No roteiro, as prioridades do ministro são os governadores tucanos, Geraldo Alckmin e Antonio Anastasia em São Paulo e Minas Gerais.

Agência Estado
O ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo
Os tucanos governam os maiores Estados do País, mas o afago à oposição foi discutido com a presidenta, que gostou da ideia e aprovou a iniciativa. Cardozo, então, ligou para os tucanos e agendou conversas para os dias 17 e 18. O ministro pretende ainda passar pelos Estados do Ceará, Pernambuco e Bahia, mas ainda não há data agendada.

Aproveitando sua passagem pelo Rio de Janeiro na semana que vem, o ministro se reúne na quarta-feira (12) com dirigentes do Arquivo Nacional e no dia seguinte com o governador do Estado, Sérgio Cabral e o prefeito, Eduardo Paes. O secretário de Segurança Pública, José Beltrame, não estará presente por conta de uma viagem ao exterior, mas posteriormente será chamado a Brasília para uma conversa.

Os encontros serão conversas preparatórias para a reunião que a presidenta Dilma Rousseff pretende ter em fevereiro com os governadores. Cardozo afirma que o governo federal e os governos estaduais vão dialogar sobre estratégias para enfrentar a criminalidade.

Em entrevista à TV Brasil , nesta quarta-feira (5) o ministro disse também que vai propor ao ministro da Defesa, Nelson Jobim, o aproveitamento de militares da reserva na Força Nacional de Segurança Pública. Os dois ministros deverão ter uma reunião na próxima semana para tratar do assunto.

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG