Dutra rebate críticas da oposição à mensagem de Dilma

Presidente do PT diz mensagem não foi abstrata. "Numa mensagem, não vai se esmiuçar questões como reforma políticia e tributária"

AE |

selo

Agência Brasil
Dilma chega a plenário para mensagem ao Congresso
O presidente do PT, José Eduardo Dutra, rebateu as críticas da oposição de que a mensagem apresentada ao Congresso pela presidente Dilma Rousseff teria sido vazia e abstrata.

 "Numa mensagem, não vai se esmiuçar questões como reforma política e tributária. As divergências devem ser esmiuçadas no Congresso", respondeu.

O dirigente petista acrescentou que Dilma foi incisiva ao conclamar o Congresso para fazer uma parceria pela erradicação da pobreza e deu exemplos de como ela teria sido objetiva, como na defesa das desonerações de investimentos no âmbito de uma reforma tributária.

Quanto à reforma política, Dutra defendeu que os parlamentares busquem uma visão mais pragmática do debate. Diante dos anos em que a reforma aguarda votação no Congresso, sem que haja consenso, o petista sugeriu que os congressistas busquem um meio termo, que agrade, parcialmente, todos os lados da discussão. "O ótimo é inimigo do razoável", lembrou.

Elogios

Parlamentares governistas que assistiram ao discurso da presidente Dilma Rousseff na abertura dos trabalhos legislativos hoje elogiaram a fala da presidente e destacaram o foco do governo na erradicação da miséria. O presidente em exercício do PMDB, senador Valdir Raupp (RO), classificou como "nota 9" a apresentação de Dilma. "Só não dou 10 porque perfeito só Deus".

Raupp afirmou que o governo de Dilma é continuidade da administração de Luiz Inácio Lula da Silva e destacou o foco dado pela presidente no combate à pobreza. "Foi um bom discurso, acho que deu foco no combate à pobreza, na ampliação na área de habitação, no ensino profissionalizante. É bom a gente lembrar que o governo dela é de continuidade, então a grande maioria das ações já está em andamento e ninguém pode negar que o governo Lula foi bom."

O senador Cristovam Buarque (PDT-DF) destacou o compromisso com as reformas. "Foi uma boa fala. Para mim, o ponto alto foi o compromisso com as reformas e a ênfase no compromisso com a erradicação da pobreza."

O deputado Maurício Rands (PT-PE) rebateu as críticas feitas pela oposição de que o discurso foi vago. "Diferente do que diz a oposição, eu acho que ela foi precisa, ela ratificou seu compromisso com as reformas política e tributária e desceu a pormenores como a construção de UPAS e o que irá fazer com os recursos do pré-sal, além de conclamar a sociedade para um pacto contra a miséria." Para Rands, a acolhida no Congresso foi positiva. "Ela anunciou um caminho político e sinalizou que precisa do Congresso Nacional. A presidente teve uma boa acolhida aqui, foi um bom começo."

    Leia tudo sobre: josé eduardo dutradiscursodilma rousseffcongresso

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG