Dutra nega ação do PT para enterrar candidatura de Ciro

O presidente nacional do PT negou que o partido tenha atuado junto ao PSB para enterrar a candidatura do deputado à Presidência

iG São Paulo |

O presidente nacional do PT, José Eduardo Dutra, negou que o partido tenha atuado junto ao PSB para enterrar a candidatura do deputado federal Ciro Gomes (PSB) à Presidência da República. "As condições que viabilizavam a candidatura dele não aconteceram. Ele precisava conquistar os partidos aliados, que optaram por apoiar Dilma. Diversos setores do PSB eram contra (a candidatura Ciro)", disse Dutra, em debate com o presidente do PSDB, Sérgio Guerra, promovido hoje pelo Grupo Estado, em São Paulo.

"A realidade caminhou para a não apresentação de sua candidatura. Nossa tese de ter um só candidato se impôs pela realidade", afirmou. Guerra rebateu o petista dizendo que o PT agiu sim para tirar o deputado da disputa presidencial, cortejando os partidos aliados que poderiam apoiar Ciro. "Eles tiraram o gás do Ciro", disse Guerra. Dutra retrucou: "Acho engraçado o PSDB tomar as dores de Ciro. Eles acham que nós mandamos nos aliados."

Questionados por um integrante da plateia se apoiavam o projeto de iniciativa popular chamado de "Ficha Limpa", que veta a candidatura de políticos condenados pela Justiça e que agora tramita no Congresso, os dois presidentes responderam que seus partidos já têm candidatos com a "ficha limpa". "Não vamos ter ninguém no PSDB com ficha suja", disse Guerra. "Nós também. Aplicamos a ficha limpa desde a fundação do partido", afirmou Dutra.

    Leia tudo sobre: ciro gomeseleições 2010

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG