Duas décadas depois, Simon pede pensão como ex-governador

Senador que chefiou o Executivo do Rio Grande do Sul diz estar em 'situação difícil'

Agência Estado |

selo

Vinte anos depois de deixar o governo gaúcho, o senador Pedro Simon (PMDB) passou a receber aposentadoria pela função. "Minha situação estava ficando difícil", informou Simon, que saiu do cargo em abril de 1990. "No Senado, eu recebo cerca de R$ 11 mil", relata, referindo-se ao valor líquido dos vencimentos

Simon segue abrindo mão da verba de representação mas, como seus pares, a partir de fevereiro receberá R$ 26,7 mil brutos.

O pedido do senador ocorre em meio à polêmica provocada pelas pensões pagas a ex-governadores. Outros sete ex-governadores gaúchos e três viúvas de ex-governadores também recebem aposentadorias de R$ 24,1 mil. A ex-governadora Yeda Crusius (PSDB) entrou na lista neste mês.

    Leia tudo sobre: Pedro SimongovernadorsenadorRio Grande do Sul

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG