Do plenário, Dutra diz que não há mais seleção como a de 70

Deputado, em greve de fome, assistiu à estreia brasileira de dentro do plenário da Câmara

Severino Motta, iG Brasília |

Severino Motta, iG Brasília
Manoel Conceição e o deputado Domingos Dutra (PT-MA) assistem ao jogo do Brasil em televisão improvisada no plenário da Câmara

O deputado Domingos Dutra (PT-MS), após assistir ao jogo de estreia da seleção brasileira de dentro do plenário da Câmara dos Deputados, disse que a partida foi equilibrada e que não há mais time como o que venceu a Copa de 1970.

"Quem viu Rivelino jogar não vê mais tanta graça nesses jogos", disse o petista, que chegou a cochilar durante o primeiro tempo da partida.

Ele e o colega fundador do PT, Manoel Conceição dos Santos, foram os únicos a assistir a partida num dos plenários do Congresso. “O resultado foi equilibrado. Acabou sendo de bom tamanho. E o gol da Coréia também foi bom. Trouxe alegria para a população que sofre com a pressão americana”, disse.

Logo após o jogo, o plenário da Câmara começou a receber outros deputados, que se apresentavam para sessão noturna. Uma reunião de líderes deve acontecer por volta das 19h, quando os parlamentares vão analisar se haverá ou não quórum para a votação de medidas provisórias que trancam a pauta da Casa.

A expectativa é que haja somente debates e as votações sejam realizadas somente nesta quarta-feira. A base do governo quer limpar a pauta para que, na próxima semana, sejam votados os projetos do Pré-sal que voltarem do Senado.

Greve de fome

Dutra completou 100 horas de greve de fome logo após o jogo da seleção brasileira. Ele o colega Manoel Conceição protestam contra a decisão do diretório nacional do PT que obrigou o partido no Maranhão a se coligar com o PMDB e apoiar a reeleição do Roseana Sarney ao governo do Estado.

    Leia tudo sobre: ptmaranhãogreve de fomedutracopaseleção

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG