Do hospital, Lula manda carta para Putin

Convalescendo de uma pneumonia no hospital, ex-presidente envia uma mensagem ao presidente eleito da Rússia

AE |

selo

Convalescendo de uma pneumonia no hospital, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva enviou uma carta ao presidente eleito da Rússia, Vladimir Putin . "Fico feliz ao ver que terá continuidade seu trabalho em conjunto com o atual presidente Dmitri Medvedev, com quem também tive ótimas relações. Essa união de forças é salutar para o equilíbrio na equação da política mundial. Uma Rússia forte e soberana é de significativa importância para o mundo multipolar e multilateral que emerge no limiar do século 21", afirma Lula.

Leia também: Lula passa por exames em hospital de São Paulo

AE
Ex-presidente se recupera de pneumonia no hospital Sírio-Libanês, em São Paulo

Na carta de quatro parágrafos enviada na segunda-feira, Lula chama Putin de "caro amigo" e lembra das boas relações que tiveram em seu primeiro mandato como presidente do Brasil.

Entenda o caso: Lula é diagnosticado com tumor na laringe
Tratamento: Lula dá inicio a sessões de quimioterapia e fará fonoaudiologia
Etapa: Em nova fase do tratamento, Lula dá início a sessões de radioterapia

Apesar das suspeitas de fraude no pleito e da onda de protestos na Rússia , o ex-presidente brasileiro afirma que está seguro de que "sob sua liderança, a Rússia continuará a trilhar o caminho de sucessos que vem alcançando nos planos interno e internacional e que a sólida parceria com o Brasil será aprofundada, intensificando o denso diálogo político que logramos consolidar nos últimos anos".

Apesar de se recuperar bem da infecção pulmonar, Lula não tem previsão de alta do hospital Sírio-Libanês, em São Paulo.

A parentes e amigos, o ex-presidente tem dito que só pretende deixar o hospital quando estiver 100% recuperado. A pneumonia é decorrente da baixa imunidade causada pelo tratamento de radio e quimioterapia contra um câncer na laringe .

Segundo os médicos, o tratamento contra a pneumonia pode durar até duas semanas, mas Lula poderá continuar tomando os antibióticos em casa assim que sua melhora for consolidada.

    Leia tudo sobre: lulacâncer de lulaeleição na rússiaputinpneumonia

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG