Dirceu: Apoio de Kassab ao governo Dilma é bem-vindo

Ex-chefe da Casa Civil defendeu projeto de criação de novo partido encabeçado pelo prefeito de São Paulo

Agência Estado |

selo

O ex-ministro da Casa Civil José Dirceu defendeu hoje a criação de um novo partido pelo prefeito de São Paulo, Gilberto Kassab, e disse que a entrada do prefeito para a base aliada do governo federal seria bem-vinda, mas avaliou como improvável que o PT deixe de lançar um candidato próprio para o governo de São Paulo em 2014. "Se ele sair do DEM e vier apoiar o governo, é bem-vindo.

Mas 2014 está muito longe e é improvável que o PT não tenha candidato. Está na hora de o PT governar São Paulo", afirmou, após participar do Seminário InterNews, na capital paulista. "Kassab sabe que o apoio do PT para o governo em 2014 não é verossímil em 2011. Eu acredito que o PT terá todas as condições de eleger o governador em 2014".

O petista defendeu a iniciativa do prefeito de criar o Partido da Democracia Brasileira (PDB). Ainda que faça críticas ao atual sistema político-partidário, o ex-ministro reconheceu que a legislação permite a fundação da nova legenda e avaliou que o prefeito de São Paulo não está apenas em busca de espaço político.

"É uma tragédia que o candidato eleito por um partido pode mudar de partido. É dissolver o sistema político-partidário brasileiro", criticou. "Mas criar um partido, a legislação permite. E acho que Kassab está criando um partido também por divergências políticas. Não é apenas a busca de espaço político. Não podemos desqualificar Kassab. Posso ter divergências com ele, mas tenho o maior respeito por ele", afirmou.

O ex-ministro disse que a instrução do processo do mensalão, pelo qual será julgado no Supremo Tribunal Federal (STF), termina em maio. Depois disso, ele irá para as mãos do relator, que deverá emitir voto. "O que eu quero é ser julgado. Não quero que o processo prescreva", disse.

    Leia tudo sobre: dirceukassabdilma

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG