Dilma teria acertado com Lula ida de Adams para STF

Adams foi mantido no cargo por Dilma, mas é provável que só fique até fevereiro, quando termina o recesso do STF

AE |

selo

O advogado-geral da União, Luís Inácio Adams, deverá mesmo ser escolhido pela presidenta Dilma Rousseff o 11.º ministro do Supremo Tribunal Federal (STF). Adams foi mantido no cargo por Dilma, mas é provável que só fique até fevereiro, quando termina o recesso do STF.

De acordo com informação de bastidores do Palácio do Planalto, o acerto para a escolha de Adams foi feito numa das últimas conversas do então presidente Luiz Inácio Lula da Silva com a sucessora, Dilma, nos últimos dias de dezembro. E não deverá ser apenas um convite, mas uma convocação. Lula disse à sua afilhada política que Adams preenche o perfil ideal para ser um ministro do STF, pois tem a preocupação com o social e com o público.

No encontro dos dois, Dilma teria dito a Lula que vai mesmo fazer a opção por Adams e que só o confirmou no cargo de ministro-chefe da AGU porque quis evitar uma disputa interna pelo preenchimento da vaga. Desde o início da montagem da equipe da presidente eleita, Adams era o favorito. Depois da conversa de Dilma com Lula, aumentou o favoritismo. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

    Leia tudo sobre: STFLuis Inácio Adams

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG