Dilma recebe telefonema do secretário-geral da ONU

Presidenta disse que ao assumir presidência rotativa do CS, deve levantar discussão sobre segurança e desenvolvimento

AE |

selo

O secretário-geral da Organização das Nações Unidas (ONU), Ban Ki-Moon, telefonou na tarde desta segunda-feira (3) para a presidenta Dilma Rousseff. Durante a conversa, Dilma adiantou ao secretário que o Brasil, ao assumir a presidência rotativa do Conselho de Segurança (CS), deverá levantar entre os países membros a discussão sobre segurança e desenvolvimento.

Segundo relato do Assessor Especial da Presidência para Assuntos Internacionais, Marco Aurélio Garcia, Ban Ki-Moon achou a ideia "muito boa". Dilma e o secretário conversaram por cerca de 15 minutos. Ela também pediu a Ban Ki-Moon que a ONU instale no Brasil, dentro do projeto de Universidade das Nações Unidas, uma escola específica sobre segurança e desenvolvimento social - demanda do Itamaraty e do Supremo Tribunal Federal (STF).

Ban Ki-Moon também felicitou o governo brasileiro pela liderança exercida pelo País na Missão das Nações Unidas para a Estabilização no Haiti (Minustah). "A presidenta, evidentemente, expressou nossa disposição de continuar exercendo esse papel enquanto as Nações Unidas considerarem relevante", disse Marco Aurélio.

De acordo com ele, Dilma está mais otimista com a situação da política interna do Haiti, uma vez que deve chegar ao País nos próximos dias uma missão da Organização dos Estados Americanos (OEA) para participar do processo de revisão dos resultados das eleições presidenciais e legislativas em novembro que estão sendo questionados.

"Um elemento significativo foi que o primeiro ministro do Haiti admitiu que o governo aceitará qualquer opinião que a OEA venha a dar sobre quais serão os dois candidatos a passar pelo segundo turno", avaliou Garcia.

    Leia tudo sobre: dilmaonuconselho de segurança

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG