Dilma instala fórum para políticas públicas na área social

Na abertura do Fórum de Diretos da Cidadania, presidenta dá mais um passo para implantar projeto pela erradicação da miséria

AE |

selo

A presidenta Dilma Rousseff instalou hoje o Fórum dos Direitos da Cidadania, que vai discutir novas políticas publicas na área social. Em entrevista, após a reunião comandada por Dilma no Palácio do Planalto, o ministro-chefe da Secretaria-Geral, Gilberto Carvalho, que coordena o Fórum, disse que a presidenta quer que sejam intensificadas ações que "valorizem o exercício da cidadania e os valores éticos". Esta é a segunda oportunidade que Dilma fala em valorização e defesa da ética. A primeira foi assim que assumiu o governo, na primeira reunião ministerial.

Presidência da República
Presidenta realiza a abertura do Fórum dos Direitos da Cidadania no Palácio do Planalto


Segundo o ministro, além de tratar das questões sociais e do combate à miséria, o governo quer trabalhar o exercício da cidadania, dos direitos, e a recuperação dos direitos. Para isso, o governo defende a universalização do registro civil, para acabar com a falta de documentos entre a população; promover um atendimento efetivo aos jovens, incluindo o combate às drogas, e implementar uma política de valorização do idoso, que já está sendo discutida com as centrais sindicais.

"Governar não é apenas somar obras ou ações sociais, mas é também construir um projeto para o País", afirmou Dilma na reunião, segundo relato do ministro. A presidenta anunciou que quer que seja realizada uma nova rodada de conferências setoriais onde são apresentadas sugestões que podem ser transformadas em políticas públicas, como já ocorreu no passado, com o Prouni.

"É evidente que o governo não tem como assumir o compromisso de que todas as decisões tomadas pela sociedade serão implementadas como políticas públicas", ressaltou Carvalho. "No governo passado, foram inúmeras as contribuições que surgiram nas conferências e se tornaram políticas publicas", lembrou. "Neste ano faremos de tudo naturalmente para colher estas sugestões e transformá-las em políticas publicas", ressaltou.

Gilberto Carvalho informou que as reuniões de balanço serão realizadas mensalmente com os secretários executivos e que a presidente Dilma cobrará a realização das ações a cada seis meses.

    Leia tudo sobre: dilma rousseffmisériafórum cidadania

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG