Dilma faz visita à Cidade Proibida na China

Acompanhada da filha Paula, presidenta fez tour exclusivo no complexo e teve acesso a áreas de visitação restrita

Janaina Silveira, especial para o iG, em Pequim |

Em mais uma etapa de sua viagem oficial à China, a presidenta Dilma Rousseff visitou a Cidade Proibida na manhã desta quarta-feira (horário local) acompanhada de membros de sua comitiva, como o ministro das Relações Exteriores, Antônio Patriota, e da filha, a advogada Paula Rousseff Araújo. As principais atrações do complexo, que tem 900 metros de extensão por 750 metros de largura, foram fechadas para a visita. Além da comitiva e dos anfitriãos, apenas os jornalistas puderam acompanhar a visita.

AE
Dilma ganhou visita exclusiva ao complexo
Os milhares de turistas que visitam a Cidade Proibida diariamente se mostravam curiosos, tentando adivinhar pelo cordão de isolamento quem seriam os visitantes ilustres.

A visita teve um caráter descontraído. Dilma, bem humorada, mostrou-se interessada pela história do local, que classificou como “muito bonito”. No trajeto, tentou decifrar alguns caracteres chineses das inscrições e perguntou qual deles significaria paz, heping em mandarim.

A construção da Cidade Proibida, que foi apresentada ao mundo pela primeira vez no filme "O Último Imperador" (1987), de Bernardo Bertolucci, envolveu 1 milhão de trabalhadores, entre 1406 e 1420, quando a capital da Dinastia Ming (1368-1644) foi transferida de Nanjing para Pequim. Inaugurada em 1421, abrigou 24 imperadores.

A presidenta teve acesso ao Pavilhão da Harmonia Suprema, onde está o trono do imperador, área restrita à visitação.

Na tarde desta quarta-feira, a presidenta tem encontros fechados com o primeiro-ministro chinês, Wen Jiabao, e com o líder do parlamento, Wu Bangguo. Depois, segue para Sanya, onde na quinta-feira participa da cúpula dos BRICS, o bloco que reúne além de Brasil e China, Rússia, Índia e a África do Sul, o mais recente integrante. Na sexta-feira, ela continuará na região, para participar do Fórum de Boao.

    Leia tudo sobre: dilma rousseffvisita à chinapolítica

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG