Dilma evita descartar novo imposto nos moldes da CPMF

A Ana Maria Braga, presidenta diz que governo está fazendo diagnóstico da saúde e, se necessário, abrirá 'discussão com sociedade'

iG São Paulo |

Ao fim da entrevista de uma hora e meia que concedeu à apresentadora Ana Maria Braga, a presidenta Dilma Rousseff evitou descartar a criação de um novo imposto nos moldes da extinta Contribuição Provisória sobre a Movimentação Financeira (CPMF), para financiar o setor de saúde.

Sem se aprofundar no tema, Dilma disse que, em primeiro lugar, o governo optou primeiro por fazer um diagnóstico da situação do setor e aplicar outras medidas que permitam melhorar o atendimento na rede pública. Mas, se necessário, poderá voltar a discutir o tema.

"Acho que esta conversa está sendo feita da forma errada. Para saber se precisa ou não precisa de CPMF, a gente precisa saber para quê ela serve", afirmou Dilma, ao ser questionada sobre a possível volta do "imposto do cheque". "Estamos fazendo um diagnóstico de como é o atendimento básico ( de saúde ) no Brasil", emendou. "Se faltar dinheiro, vamos abrir a discussão com a sociedade."

A CPMF voltou a ser discutida na semana passada, após um encontro entre Dilma e governadores do Nordeste, realizado em Aracaju (SE). Na ocasião, diversos governadores saíram em defesa da recriação do tributo, sob o argumento de que é imprescindível criar uma nova fonte de recursos para a saúde.

Dilma, entretanto, procurou deixar claro que esta não seria a primeira opção do governo. A prioridade do Planalto, segundo ela, tem sido investir em iniciativas como a distribuição gratuita de medicamentos para o tratamento da pressão alta e do diabetes, anunciada no mês passado. Ou ainda em reduzir gastos públicos, para melhorar o quadro orçamentário do setor. Entre as medidas apontadas por ela está uma auditoria que estaria sendo realizada na folha de pagamento do governo, para identificar desvios e erros na realização de pagamentos.

    Leia tudo sobre: dilmaana maria braga

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG