Dilma espera Gurgel para decidir futuro de Palocci

Procurador-geral da República pode apresentar seu parecer nesta quarta-feira. Para oposição, Palocci é o 'Delúbio' da Dilma

iG São Paulo |

A manifestação do procurador-geral da República, Roberto Gurgel, deve ser o estopim para por um fim na crise política instalada no governo. Em conversa por telefone, a presidenta Dilma Rousseff acertou ontem com Antonio Palocci que aguardará o posicionamento da Procuradoria-Geral da República (PGR) a respeito das suspeitas de tráfico de influência por parte do chefe da Casa Civil antes de divulgar qualquer decisão sobre o caso. Gurgel deve se manifestar na quarta-feira (8).

Agência O Globo
Segundo petistas, Palocci encontra-se cada vez mais isolado dentro do partido
Além disso, a presidenta recebe, nesta semana, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva , personagem que tem atuado nos bastidores para conter a crise política protagonizada por Palocci na gestão Dilma. Lula chegou na sexta-feira ao Brasil, depois de uma viagem a Cuba e à Venezuela.

A espera pela manifestação do procurador-geral, Roberto Gurgel tem dois motivos. Primeiro, Dilma avalia que, se afastar Palocci de imediato, corre o risco de ser cobrada por uma atitude "injusta", no caso de a procuradoria não instaurar inquérito. Na segunda hipótese, de Gurgel achar indícios e abrir investigação, o afastamento de Palocci seria facilitado, sob a alegação de que o governo não vai interferir nas apurações

Há 22 dias, o ministro está sob ataques da oposição e de setores da base aliada por causa do rápido aumento de patrimônio, que levantou suspeitas de enriquecimento ilícito. De 2007 até o fim do ano passado, ele multiplicou seu patrimônio por 20, informação confirmada pelo ministro na entrevista que concedeu ao Jornal Nacional de sexta-feira, quando pela primeira vez deu explicações públicas sobre o caso.

Isolado, Palocci enfrenta dificuldades na busca por apoio para permanecer no governo . Nas conversas reservadas entre petistas, circula com frequência cada vez maior a avaliação de que o chefe da Casa Civil agora amarga os desafetos que adquiriu ao longo dos últimos anos. “O ministro Palocci está pagando pelos pecados que cometeu”, disse um petista com trânsito no Palácio do Planalto.

Nos últimos dias, segundo petistas, dirigentes e líderes partidários optaram por se afastar do ministro. Como Palocci sempre teve um perfil reservado, a justificativa de alguns é a de que ele próprio optou por se expor ainda menos diante do agravamento da crise em torno de sua evolução patrimonial. Palocci, entretanto, recebeu alguns afagos de colegas de partido nos últimos dias. Dirceu, por exemplo, telefonou ao ministro da Casa Civil.

Nos grupos mais à esquerda do PT, o apoio é escasso. Alas geralmente descritas como mais “radicais” teciam críticas ao ministro desde os tempos em que ele ainda comandava a pasta da Fazenda, durante o governo Lula. Tradicionalmente, as queixas versavam sobre a política econômica adotada desde o início do governo petista.

'Delúbio da Dilma'

O vice-líder do DEM na Câmara dos Deputados, Ronaldo Caiado (GO), afirmou hoje que o ministro-chefe da Casa Civil, Antonio Palocci, é o "Delúbio da Dilma". "Infelizmente, ( Palocci ) não teve condições de apresentar à sociedade o que se esperava dele", disse.

Caiado citou o ex-tesoureiro do PT afastado do partido ao afirmar que a manutenção de Palocci no cargo, após a divulgação de uma série de suspeitas sobre seu repentino aumento de patrimônio antes de integrar o governo, vai "contaminar" o governo da presidenta.

O deputado afirmou ainda duvidar que o presidente da Câmara dos Deputados, Marco Maia (PT-RS), irá reverter a decisão da Comissão de Agricultura, tomada na semana passada, de convocar Palocci. "Ele ( Maia ) é presidente de uma instituição e não de um partido político. A convocação é um fato consumado e uma reversão será uma atitude agressiva e desrespeitosa."

* Com informações de Agência Estado

    Leia tudo sobre: antonio paloccicrise

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG