Dilma e Serra se encontram em feira em Minas

PT realizou prévias para definir o candidato ao Estado. O evento contraria orientação de Lula, que quer o PMDB na cabeça de chapa

iG São Paulo |

Os pré-candidatos à Presidência da República do PT, Dilma Rousseff, e do PSDB, José Serra, ficaram postados em posição de destaque no palanque onde ocorre a cerimônia de abertura da ExpoZebu, em Uberaba, Minas Gerais.

Contudo, o ex-ministro da Agricultura e deputado federal Reinhold Stephanes está sentado exatamente na cadeira entre Serra e Dilma, evitando assim o contato direto entre eles. Ao menos em público, Dilma e Serra ainda não se cumprimentaram.

AE
Ao menos em público, Dilma e Serra não se cumprimentaram em Minas

A petista se sentou atrás do vice-presidente, José Alencar; Stephanes ficou atrás da primeira-dama, Marisa Letícia, e Serra, atrás do governador de Minas Gerais Antonio Anastasia (PSDB). O ex-governador mineiro Aécio Neves é uma ausência sentida na abertura da feira de pecuária. Entre os convidados da cerimônia de abertura estão ainda pelo menos dez deputados federais, incluindo o presidente da Câmara, Michel Temer (PMDB), e o ministro da Agricultura, Wagner Rossi.

Na semana passada, os presidenciáveis cumpriram agenda na Agrishow , principal feira do setor agropecuário no País, realizada em Ribeirão Preto (SP).

Prévias do PT

A visita a Minas Gerais acontece um dia após o PT realizar prévias para resolver um dos principais impasses da campanha de Dilma. O ex-ministro Patrus Ananias e o ex-prefeito de Belo Horizonte Fernando Pimentel querem encabeçar a chapa ao governo do Estado. No entanto, o PMDB, principal aliado do partido, quer lançar o ex-ministro Hélio Costa na disputa. Com a insistência dos petistas, o PMDB ameaça romper a aliança em Minas.

Segundo maior colégio eleitoral do país, Minas é considerado o fiel da balança para as candidaturas. O vencedor das prévias deverá ser conhecido nesta tarde. Na primeira parcial, Fernando Pimentel aparecia na frente, com 52,4% dos votos válidos (6.889 votos). Patrus Ananias tinha 47,6% (6.269 votos). Até as 22h15 já haviam sido contabilizados os votos de 233 municípios mineiros, o que representa 38,60% do total.

Em entrevista ao iG, Pimentel assegurou o palanque único em Minas, como quer o presidente Lula, e já admitiu ceder ao PMDB caso vença a disputa interna no partido. “Existe a possibilidade do PT sair para o Senado”, afirmou.

Após o resultado, os partidos devem se reunir nesta semana para definir o palanque da candidata petista no Estado.

Intensivão em Minas

De olho no eleitorado, Dilma intensificou as viagens a Minas desde que se descompatibilizou da Casa Civil, no final de março. O Estado, onde Dilma nasceu, foi o roteiro escolhido para dar início a sua maratona eleitoral. A petista esteve em São João del-Rei, onde Tancredo Neves nasceu e está sepultado, e foi alvo de críticas da oposição. Os partidos chamaram a visita de oportunista.

Na semana passada, Dilma foi levada pelo marqueteiro João Santana para gravar em Minas imagens para programas do PT que devem ir ao ar nesta semana. A ideia é reforçar a imagem da candidata com o Estado onde nasceu.

(Com Agência Estado e reportagem de Andréia Sadi, iG Brasília)

    Leia tudo sobre: DilmaSerraEleiçõesMinas

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG