Dilma cria câmara de gestão para serviço público

Órgão será formado por empresários como Jorge Gerdau e Abílio Diniz e será vinculado à Presidência

Agência Brasil |

Ao comentar a criação da Câmara de Políticas de Gestão, Desempenho e Competitividade, a presidenta Dilma Rousseff afirmou hoje (16) que quer que o governo funcione com eficiência máxima. O objetivo do órgão é aprimorar a gestão do serviço público. Em seu programa semanal de rádio Café com a Presidenta, ela destacou que o grupo também deve criar instrumentos para tornar o País mais competitivo no mercado mundial, por meio do estímulo às exportações.

“Essa câmara vai buscar meios para reduzir a burocracia que as empresas enfrentam no comércio com outros países. Também vai estudar maneiras de facilitar a abertura de empresas aqui no Brasil, para criar mais emprego”, disse. “Governo e empresas vão pensar juntos e criar boas práticas de administração”, completou.

A câmara será formada pelos empresários Jorge Gerdau, Abílio Diniz, Antônio Maciel Neto e o ex-presidente da Petrobras Henri Reichstul. Também participam do grupo os ministros titulares da Casa Civil, Fazenda, do Planejamento e do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior.

A instância não terá estrutura nem quadro próprio e contará com o apoio técnico e logístico de uma Secretaria Executiva na Casa Civil. A participação dos integrantes é considerada serviço público relevante e não será remunerada. A câmara é vinculada ao Conselho de Governo da Presidência da República.

    Leia tudo sobre: dilma rousseffcâmara de gestão

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG