Dilma ‘começa ano hoje’ com reunião ministerial sobre economia

Ministro Guido Mantega, da Fazenda, fará exposição sobre situação das contas do governo em meio à crise mundial

Adriano Ceolin, iG Brasília |

AP
Mantega fará palestra sobre situação econômica
A presidenta Dilma Rousseff comanda nesta segunda-feira a primeira reunião ministerial de 2011. Nas palavras de um assessor próximo a ela, “será, na prática, o primeiro dia de governo deste ano”.  No encontro, o ministro da Fazenda, Guido Mantega, fará uma exposição da situação da economia brasileira em meio à crise mundial, que afeta a Europa e os Estados Unidos desde 2008.

Até o momento, a análise geral é o que o Brasil não foi abalado porque o governo brasileiro tomou medidas certas nos momentos oportunos. No fim do governo Lula, ofereceu isenções de impostos a setores importantes e manteve investimentos na área social.

Isso, porém, obrigou a presidenta Dilma Rousseff a conter gastos no seu primeiro ano de mandato. Logo de cara, teve de aplicar um corte de R$ 50 bilhões no Orçamento. No fim do ano, a economia brasileira mostrou-se desacelerada , com o PIB abaixo dos 3%.

As ações de 2011 foram suficientes para conter a inflação, mas acabaram prejudicando o crescimento econômico. Dilma, segundo assessores próximos, quer inverter essa lógica. Gastar o que pode sem comprometer as contas do governo.

Está mais do que claro que a popularidade do governo depende do desempenho da economia. Como conseguiu driblar os problemas de 2011, Dilma atingiu a melhor aprovação que um presidente já teve após a realização de eleições diretas.

Aprovação e eleições 201 2

Segundo pesquisa Datafolha divulgada sábado , 59% dos brasileiros consideram a gestão de Dilma ótima. É fundamental a manutenção desse índice neste ano, em que haverá eleições municipais.

Nesse sentido, está cada vez mais claro que o PT e o governo têm um projeto comum: conquistar a Prefeitura de São Paulo. “São Paulo é tudo nesta eleição”, costuma afirmar o senador Inácio Arruda (PCdoB-CE).

Vencer a Prefeitura de São Paulo é importante passo para o PT chegar forte na disputa pelo governo paulista em 2014. Desde 1995, o PSDB comanda São Paulo. Nas duas últimas eleições, tucanos venceram petistas no primeiro turno.

Palestra de Mantega

A palestra de Mantega servirá como norte para as demais pastas do governo em seus projetos de infraestrutura, inclusão e proteção social. Balizará também a decisão sobre o corte no Orçamento.

Especula-se que o corte seja entre R$ 50 bilhões e R$ 70 bilhões. Antes de tomar qualquer decisão, no entanto, a presidenta da República quis ouvir todos os ministros, divididos por setores de governo.

De quinta-feira passada até o último sábado, os ministros foram distribuídos por grupos setoriais. No primeiro dia de encontro, a área social esteve em foco. As discussões sobre infraestrutura no segundo e, por fim, os assuntos econômicos no sábado.

    Leia tudo sobre: Dilmareunião ministerialGuido

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG