Dilma almoça salmão e bacalhau e volta a pé para hotel

Após discurso que abriu Assembleia Geral da ONU, presidenta comeu menu executivo de restaurante em NY e brindou com vinho

Carolina Cimenti, de Nova York |

A presidenta Dilma Rousseff , que estava com "frio na barriga" antes do seu discurso histórico na ONU , como a primeira mulher a abrir a sessão da Assembleia Geral, disse ter ficado "bastante satisfeita" com o o resultado. "Nós todos ficamos muito contentes, e a presidenta disse estar bastante satisfeita", afirmou Helena Chagas, ministra da Secretaria de Comunicação Social, ao voltar do almoço com Dilma e sua equipe. 

Dilma, sua filha Paula e Helena Chagas almoçaram juntamente com os ministros Pimentel, Patriota, Mercadante e o assessor especial da Presidência da República para Assuntos Internacionais, Marco Aurélio Garcia no restaurante Le Bernardin em Nova York. De acordo com a ministra, todos eles almoçaram o menu executivo de 49 dólares, composto por entrada de salmão, prato principal de bacalhau e sobremesa. A equipe brindou com vinho e estavam todos mais tranquilos depois do discurso da presidenta.

Após o almoço, Dilma e a equipe voltaram a pé para o hotel Waldorf Astoria, onde está hospedada, despistando os jornalistas. Lá, ela realiza diversas reuniões bilaterais. Entre elas, com o primeiro-ministro britânico, David Cameron, o presidente francês, Nicolas Sarkozy, o presidente do Peru, Ollanta Humala, e o presidente da Colômbia, Juan Manuel Santos. Enquanto poucos jornalistas e a equipe do programa CQC, da Band, aguardavam o seu carro na entrada lateral do hotel, Dilma e os ministros entraram pela porta da frente, surpreendendo alguns repórteres que não tiveram tempo de alcança-la antes de entrar no elevador.

AP
Dilma abre Assembleia Geral da ONU, em Nova York

    Leia tudo sobre: dilma rousseffonunova yorkeuadilma

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG