Deputados retiram pré-candidaturas por Haddad em São Paulo

Jilmar Tatto e Carlos Zarattini desistem de candidatura, evitam prévias na capital paulista e abrem caminho para preferido de Lula

Ricardo Galhardo, iG São Paulo |

Os deputados federais Jilmar Tatto (PT-SP) e Carlos Zarattini (PT-SP) comunicaram hoje à bancada paulista do PT na Câmara Federal que desistiram de suas pré-candidaturas à Prefeitura de São Paulo . Os dois deputados ainda irão submeter as decisões ao aval de seus respectivos grupos.

Com as desistências, o ministro da Educação, Fernando Haddad (PT-SP), passa a ser o único pré-candidato do PT à sucessão do prefeito Gilberto Kassab (PSD) em 2012. A não realização de prévias será anunciada amanhã na sede do PT nacional em São Paulo.

Leia também: Marta só declara apoio após PT definir candidato em São Paulo

AE
O ministro da Educação Fernando Haddad (e) e o senador por São Paulo, Eduardo Suplicy, durante evento do PT neste domingo

Nesta tarde, Haddad e Tatto viajaram juntos de Brasília a São Paulo. O ministro vai participar de uma reunião com os vereadores e deputados que integram a corrente "PT de Lutas e de Massa", a qual pertence Tatto, na Câmara Municipal. A participação de Haddad é vista como uma demonstração de que ele está disposto a ouvir a militância.

Negociações

A reunião em Brasília foi convocada pelo líder do PT na Câmara, deputado Paulo Teixeira (PT-SP), por sugestão do ex-presidente do PT Ricardo Berzoini (PT-SP), e aconteceu na casa do presidente da Câmara, Marco Maia (PT-RS), na capital federal. Na reunião, Teixeira fez um apelo pela unidade do partido em 2012 e pediu que não houvesse prévia em benefício de Haddad.

Em troca da desistência, Tatto dá sinal de maturidade e compromisso com a sigla e se credencia para ser o líder da bancada do PT na Câmara Federal a partir de 2013.

Já Zarattini deve ganhar espaço na campanha de Haddad. O presidente do PT municipal, vereador Antônio Donato (PT-SP), aliado de Zarattini deve ocupar um cargo de destaque na coordenação.

Nas últimas semanas, integrantes do grupo de Haddad tentavam barrar a participação de Donato na coordenação de campanha em São Paulo, alegando que embora ele seja presidente do partido, também será candidato a vereador. Assim, não teria condições de dedicar-se às duas funções simultaneamente.

Na semana passada, a senadora Marta Suplicy (PT-SP), líder nas pesquisas de intenção de voto na capital paulista, retirou sua pré-candidatura a pedido do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e da presidenta Dilma Rousseff . No domingo, foi a vez do senador Eduardo Suplicy (PT-SP) retirar sua pré-candidatura.

A candidatura de Haddad em 2012 representa uma vitória de Lula, que enfrentou resistências no diretório muncipal petista para indicar seu preferido para a disputa.

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG