Depois de isolar PDT, Dilma afaga Lupi

Presidenta confirmou permanência do ministro do Trabalho no cargo e disse que o pedetista é de sua 'inteira confiança'

Agência Estado |

selo

A presidenta Dilma Rousseff disse no início desta tarde em rápida entrevista no Palácio do Planalto que o ministro do Trabalho, Carlos Lupi (PDT), continuará no cargo. "O ministro Lupi é de minha inteira confiança", afirmou. "O PDT fica no Ministério do Trabalho. Agora, eventuais problemas na base serão resolvidos pelo partido e não pelo governo", ressaltou Dilma.

Ontem, o governo vetou a participação do PDT na reunião da presidente com líderes da base aliada, numa retaliação às dissidência de parlamentares da legenda, que votaram contra a proposta do governo de reajuste do mínimo para R$ 545.

Dilma despachou hoje com o ministro Lupi, no Palácio do Planalto. Na entrevista coletiva, ela minimizou a crise com o PDT e afirmou que o despacho com Lupi foi normal. A presidente disse que estranhou notícias divulgadas pela imprensa de que o ministro corria risco de perder o cargo. "Sem dúvida nenhuma acho estranho. Como meu ministro sai e eu sou a última a saber?", ironizou.

    Leia tudo sobre: dilma rousseffcarlos lupipdt

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG